NILTON MOTA FALA DO SEU TRABALHO NA PERPART E DA SUA PARTICIPAÇÃO COMO ARTICULADOR POLÍTICO POR TODO ESTADO

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

                                                                    O presidente da Perpart, Nilton Mota, falou ao Cidade em Foco na Rede Agreste de Rádios sobre os investimentos que a Capital da Moda vem recebendo, tanto da parte do governo estadual como também da iniciativa privada.“Um conjunto de ações que dialogam com o momento de dificuldades que o Brasil atravessa, mas aqui em Pernambuco, o governador Paulo Câmara vem fazendo a sua parte, fazendo diferente, trazendo esse conjunto de obras”, ressaltou Nilton Mo ta. Paulo Câmara inaugurou uma Estação de Tratamentos de Esgotos para o município, e visitou ainda as instalações de um Atacarejo que está sendo construído na cidade e que vai gerar centenas de empregos diretos Mota também falou de política, destacando o trabalho desenvolvido em conjunto com o presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro, Sileno Guedes, para as eleições municipais de 2020.

“Hoje o PSB têm algo em torno de quase cento e quinze candidatos para prefeito pelo Partido”, revelou. “Fizemos esse trabalho junto com Sileno em todo estado de Pernambuco, mapeando e vendo cidade por cidade. Mas do que isso também, a gente faz parte de um governo que tem uma ampla frente popular com vários partidos. Esse diálogo foi feito além do PSB, um exemplo é Santa Cruz do Capibaribe, onde o nosso governo vai apoiar um candidato do PP com um vice do PSB”, declarou. Nilton que é ex-deputado estadual falou sobre seu trabalho na Perpart, cuja atuação está ligada a secretaria da Casa Civil. Destacou ainda sua boa relação com o secretário José Neto. “Nosso dia a dia nas audiências junto ao governador, tratando dos temas políticos e administrativos. O grande ponto positivo é a relação de confiança e coleguismo”, ressaltou.

A Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart), foi criada em 1995, tendo como finalidade a geração de recursos para alocação em investimentos públicos. Com a alteração de setembro de 1999, passou a acumular em seus objetivos a administração dos créditos, direitos e obrigações decorrentes da incorporação de outras empresas públicas e sociedades de economia mista de que o Estado detenha o controle acionário.

Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página