Comissão de Cidadania pedirá proteção para trabalhadores rurais e indígenas

quarta-feira, 12 de agosto de 2020


A Comissão de Cidadania anunciou, nesta quarta (12), que pedirá providências a autoridades dos Poderes Judiciário e Executivo frente às ameaças e violências praticadas contra trabalhadores rurais do Engenho Fervedouro, em Jaqueira (Mata Sul). O mesmo será feito buscando a proteção e a garantia dos direitos dos indígenas do povo Pankararu, que vivem em um território homologado no Sertão pernambucano.

Durante reunião por videoconferência, a presidente do colegiado, deputada Jô Cavalcanti, informou que o mandato coletivo Juntas (PSOL), do qual é titular, promoveu uma escuta com sete pessoas que vivem na área de Fervedouro, na última sexta (7). A atividade foi motivada por denúncias da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e pela emboscada contra um camponês, que levou sete tiros. 

Jô Cavalcanti ressaltou que o conflito fundiário tem provocado medo entre famílias que vivem há décadas na região. “A pessoa mais nova com quem falamos tinha 25 anos de moradia naquele local. O mais velho estava ali há mais de 50 anos. Eles estão assustados, pois há até uma lista de pessoas para serem expulsas”, disse a parlamentar.

Segundo ela, um relatório sobre essa escuta será encaminhado às autoridades da Polícia Civil, do Poder Judiciário e do Ministério Público que atuam no caso. Por sugestão do deputado Isaltino Nascimento (PSB), pedidos devem ser feitos ao Tribunal de Justiça e ao Governo do Estado para que designem, respectivamente, um juiz e um delegado de fora daquela jurisdição para cuidar do processo.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página