Juliana Chaparal prioriza diálogo nas comunidades e João Camelo precisa entender que é uma pré-campanha.

sexta-feira, 17 de julho de 2020



A cidade de Casinhas no agreste de Pernambuco vem apresentando uma política muito disputada. De uma lado Juliana Chaparal que vem trazendo uma política inovadora , usando as mídias sociais como maior mecanismo de força e apostando no diálogo entre lideranças e articuladores. Não podemos esquecer de dizer, que o grupo do prefeito de Orobó é ousado, onde dormir na cadeira do executivo não é sinal caracterizado por eles. Obras e mais obras, projetos e mais projetos são lançados nos meios de comunicação, uma divulgação total, chamando muito atenção. Não tem como  esquecer que Cleber Chaparral em nossa atualidade é a maior liderança no agreste que faz oposição ao PSB, que já vem um pouco desgastado essa sigla  sem as articulações do grande Eduardo Campos, ou seja sem um líder.

Já João Camelo atual gestor da cidade de Casinhas é um homem muito tranquilo, integro, quem conhece pessoalmente sabe que ele não tem a ambição do poder nas suas governanças e o que falta sem margem de dúvida no momento para ele é alguém que leve o diálogo as lideranças das cidades ( um braço direito ), que firme nos acordos e que junte o governo e segure firme na gestão. É visível se o gestor não abrir os olhos às coisas podem piorar ainda mais, devido não é comum, uma liderança de uma cidade vizinha chegar e firmar território, o popular cantar de Galo. Sem contar que os Deputados que João Camelo firmou alianças nas eleições passadas passaram muito tempo longe de Casinhas sem levar nenhuma obra , isso reflete sérias consequências. Na política não existe ninguém imbatível, muito menos que já ganhou, o que falta é estudar os passos do opositor e saber jogar bem antes que ele.

Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página