Aulas presenciais em Pernambuco ficam suspensas até 31 de julho por causa da pandemia, anuncia governo

quarta-feira, 1 de julho de 2020


O governo de Pernambuco anunciou, nesta terça (30), a prorrogação do decreto que suspende as atividades presenciais nas escolas das redes pública e privadas do estado por causa do novo coronavírus. Com isso, os alunos ficam proibidos de frequentar as instituições ensino até 31 de julho. A informação foi divulgada nesta terça-feira (30), por meio de nota enviada pela Secretaria Estadual de Educação e Esportes. Essa era justamente a data de encerramento da validade do decreto anterior. As aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março.

Ainda de acordo com a nota da Secretaria de Educação, o “governo está trabalhando na elaboração de um plano para retomada das atividades presenciais, que inclui um protocolo com diretrizes específicas para a Educação, observando todas recomendações pedagógicas e sanitárias”. Durante coletiva de imprensa transmitida pelas redes sociais, nesta terça, o governo informou que a secretaria deve divulgar esse cronograma de retomada de atividades presenciais, em julho. “A Secretaria de Educação já vem, há mais de 40 dias, discutindo novos protocolos", disse o secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco, Alexandre Rebêlo”.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página