OAB-PE designa Comissão de Direitos Humanos para acompanhar o caso Miguel

sexta-feira, 5 de junho de 2020


O presidente da OAB-PE, Bruno Baptista, designou, nesta quinta-feira (4), a Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Ordem pernambucana para acompanhar as investigações envolvendo a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos, que morreu ao cair de um edifício no Centro do Recife.

O presidente da CDH, Cláudio Ferreira, informou que a comissão irá se habilitar no inquérito que apura as circunstância da morte para acompanhar o caso e também que abriu diálogo com a Rede de Mulheres Negras, se colocando à disposição do movimento. Sobre o inquérito, o presidente da CDH afirmou que irá aguardar a posição oficial da Polícia Civil para se manifestar sobre a questão.

“A OAB, através da Comissão de Direitos Humanos, irá  acompanhar como entidade da sociedade civil que defende a legalidade e os direitos humanos”, explicou o presidente da OAB-PE, Bruno Baptista.

Além do presidente da CDH, Cládio Ferreira, a advogada Maria José Amaral – conselheira licenciada da subsecção de Jaboatão dos Guararapes – também irá acompanhar o caso em nome da comissão.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página