Parlamentares manifestam preocupação com fim de voos da Avianca em Petrolina

quarta-feira, 27 de março de 2019


O fim das operações da Avianca Brasil em Petrolina (Sertão do São Francisco) foi lamentado pelo deputados Lucas Ramos (PSB) e Dulcicleide Amorim (PT), no Pequeno Expediente da Reunião Plenária desta terça (26). Além da cidade sertaneja, a empresa fechará as bases do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Belém, no Pará. A medida, anunciada hoje, começa a valer a partir de abril.

“Manifesto indignação com a perda de voos diários de Petrolina para o Recife e Salvador, que impulsionam e fortalecem o agronegócio e o turismo em toda a região”, queixou-se Ramos. “Sabemos que a Avianca sofre um duro processo de recuperação judicial desde dezembro, com dívidas acumuladas que somam mais de R$ 2,7 bilhões. Mas muito nos entristece observar o fim de uma rota tão importante para o crescimento de Pernambuco”, prosseguiu.Dulcicleide Amorim cobrou equilíbrio nos valores das passagens aéreas por parte das empresas que permanecem operando no Aeroporto Senador Nilo Coelho – Gol e Azul. “Esperamos que essas companhias tenham consideração com os petrolinenses, uma vez que a Avianca era a que oferecia os melhores preços. Temos pessoas humildes que viajam de avião para fazer tratamento de quimioterapia no Recife, por exemplo”, relatou a petista.

Os parlamentares concordaram com a necessidade de atrair novas empresas para operar em Petrolina. “Como em todo ambiente de mercado, com menos concorrência, a tendência é que haja menor flexibilidade nos preços e serviços oferecidos ao consumidor. Quanto mais voos regulares obtivermos, mais fortalecida ficará a cidade”, avaliou Lucas Ramos.


Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página