Polícia do Rio prende suspeitos de matar Marielle

terça-feira, 12 de março de 2019



Às 4h desta terça-feira (12), a Delegacia de Homicídios (DH) da do Rio de Janeiro e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) prenderam o sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa, de 48 anos, e o ex-PM Elcio Vieira de Queiroz por envolvimento no asssassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes há quase um ano, em 14 de março de 2018. Lessa estava em sua casa, no luxuoso condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, mesmo condomínio onde o presidente Jair Bolsonaro também tem casa e onde morou até se transferir para a Granja do Torto, em Brasília. O local virou ponto de encontro para seus fãs durante o período eleitoral e na vitória nas Eleições 2018. Segundo o Ministério Público do Rio, Lessa seria o responsável por ter executado a vereadora e o motorista e Elcio seria o motorista do carro utilizado na emboscada. Elcio já havia sido expulso da corporação. Em agosto, ele publicou uma foto em seu perfil no Facebook em que aparece sorrindo ao lado do então candidato Jair Bolsonaro
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página