Governo do Estado amplia ações de prevenção e vigilância durante o Carnaval

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019


O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), já está com o esquema de saúde montado para atender pernambucanos e turistas durante o Carnaval. No período de Momo, o foco das ações será a prevenção e a vigilância em Saúde. Com o intuito de inibir a combinação do álcool e direção, haverá o reforço de duas novas equipes de fiscalização na Operação Lei Seca, que permitirá a ampliação de 20% nas ações. O monitoramento das ocorrências de saúde durante o Carnaval também terá aumento em todo o Estado; camisinhas e materiais informativos com dicas de saúde serão distribuídos; e haverá a garantia das escalas nas unidades estaduais de urgência e emergência com plantões extras. O Serviço de Apoio à Mulher Wilma Lessa, que funciona no Hospital Agamenon Magalhães (HAM), estará aberto 24 horas por dia para acolher mulheres vítimas de violência e o Hemope estará atuando, normalmente, para receber as doações de sangue. Ao todo, para garantir mais saúde aos foliões, estão sendo investidos R$ 1,7 milhão no esquema para o período de Carnaval.

Para dar visibilidade às ações educativas e também para informar os turistas e foliões sobre a estrutura de saúde montada para o período do Carnaval, um total de 60 mil cartilhas bilíngues (português/inglês) serão distribuídas para todo o Estado, além de 2 mil cartazes que especificam endereços, telefones e especialidades médicas nas unidades de saúde que realizam o atendimento durante o período. Com o mote Carnaval tem que ter alegria e disposição. Então, se cuide folião!,o material informativo será distribuído para todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), rede hoteleira, além de estar afixado em ônibus e locais estratégicos, como pontos de táxi e aeroporto.

A cartilha traz dicas de boas práticas sobre alimentação, hidratação, proteção solar, queimaduras, gripe e viroses, cuidados com as infecções sexualmente transmissíveis e anticoncepção de emergência, além de orientações sobre como evitar o mosquito Aedes aegypti, causador das arboviroses(dengue, zika e chikungunya). O material também será disponibilizado no portal.saude.pe.gov.br.

MONITORAMENTO DE SAÚDE EM TEMPO REAL–Para averiguar as principais ocorrências de saúde durante o Carnaval, e, se preciso, acionar um plano de emergência de forma oportuna, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) amplia o monitoramento em tempo real para os principais serviços de saúde em todo o Estado. Até então, o acompanhamento era realizado no Sábado de Zé Pereira, dia do desfile do Galo da Madrugada. 

Neste ano, a SES manterá plantões ininterruptos das 7h do sábado (02.03) até as 19h da Quarta-feira de Cinzas (06.03). Além disso, haverá monitoramento durante o desfile dos papangus, em Bezerros, no domingo; em Nazaré da Mata, na terça (05.03); Triunfo e Pesqueira, nos dias 02.03 e 03.03; e no Recife Antigo nas noites de sábado (02.03) a terça (05.02). Todos os técnicos da ação estarão com tablets conectados ao software Ambiente de Monitoramento de Risco (AMBER), que produz relatórios em tempo real com os dados gerados nos serviços de saúde. O trabalho será monitorado em tempo real, 24 horas por dia, por uma equipe técnica da Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde da SES.

As notificações chegarão instantaneamente ao Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS) - sala de situação instalada na sede da SES, no bairro do Bongi. Uma equipe de gestores acompanhará as ações por meio de painéis situacionais, permitindo agilidade na compilação de dados, agrupando número de atendimentos, doenças de notificação compulsória. Também haverá monitoramento on-line em mídias sociais, como Twitter e Facebook, e busca ativa de informações em sites institucionais e portais de notícias. 

Durante o desfile do Galo da Madrugada, a equipe fará o monitoramento nos seis pontos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192). Já entre sábado e terça à noite, o AMBER funcionará no posto do Samu do Recife Antigo.

Das 7h do sábado (02.03) até as 19h da Quarta-feira de Cinzas (06.03) também haverá profissionais computando os dados nos hospitais Agamenon Magalhães (HAM), Barão de Lucena (HBL), Correia Picanço (HCP), Jaboatão Prazeres (HJP), Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), Getúlio Vargas (HGV), da Restauração (HR), Otávio de Freitas (HOF) e Imip; nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Caxangá, Curado, Imbiribeira, Olinda e Torrões. Com isso, são 14 serviços de saúde do Estado monitorados (em 2018 eram 6 – ampliação de 133% – e o trabalho era apenas no dia do Galo).

As 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres), localizadas em todas as regiões do Estado, também estarão em alerta para informar sobre notificações de doenças compulsórias, ou caso seja notada alguma alteração importante em saúde pública. Esse trabalho também ocorre no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), Serviço de Verificação de Óbito (SVO) e nos hospitais Imip, HAM, HBL, HCP, HJP, HUOC, HGV, HR e HOF, além dos Regionais de Limoeiro, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Ouricuri, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada e Goiana. Ao todo, cerca de 250 profissionais estarão envolvidos em todas as ações.

IST/AIDS/HEPATITES VIRAIS–Para chamar a atenção dos turistas que chegam ao Estado sobre a importância do sexo seguro, o Programa Estadual de IST/Aids distribuirá preservativos no Aeroporto Internacional  do Recife, no bairro da Imbiribeira, e no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), na Várzea, na sexta (1º.03) e no sábado (02.03), das 8h às 17h. Ao todo, serão 86,4 mil camisinhas, o dobro do quantitativo do ano passado.

O Programa tradicionalmente também participa do desfile das Virgens do Bairro Novo, realizado no último domingo (24.02), e do Galo da Madrugada (02.03). No primeiro, foram distribuídos 20 mil sachês de gel lubrificante e 108 mil camisinhas. Já no maior bloco de carnaval do mundo serão 500 mil preservativos e 80 mil sachês de gel.

Entre janeiro e fevereiro de 2019, foram disponibilizadas mais de 4,5 milhões de camisinhas e 268 mil géis lubrificantes para todos os municípios pernambucanos, além de ONGs e eventos, para que todos pudessem realizar suas ações de prevenção durante as prévias e o período carnavalesco.

O Programa ainda levará testagem rápida de HIV e sífilis para Bezerros, no domingo (03.03 – 9h às 16h, na Praça da Bandeira), dia do desfile dos papangus; e para Nazaré da Mata, na segunda-feira (04.03 – 9h às 16h, na Praça do Frevo), com seu tradicional encontro de maracatus. A ação será realizada no ônibus do projeto Prevenção para Tod@s e terá capacidade para acolher 150 pessoas por dia.

O atendimento da testagem, sigiloso, é feito por uma equipe multiprofissional, que também faz aconselhamento sobre comportamento para uma vida sexual saudável. O teste dura, em média, 30 minutos e em casos positivos, o paciente já sai com encaminhamento para fazer o tratamento em uma unidade de referência. Ao todo, 220 profissionais participarão de todas as ações de prevenção às IST.

ASSISTÊNCIA –Para garantir as escalas nas unidades estaduais da rede de urgência e emergência, 5.406 plantões extras de profissionais de saúde irão compor os quadros, sendo 288 médicos, 1.389 de nível superior (enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais, dentistas, psicólogos, farmacêuticos) e 3.729 de nível médio (técnicos de enfermagem, radiologia e laboratório).

Na Central de Regulação de Leitos de Pernambuco, mais de 70 profissionais estarão atuando para agilizar processos que envolvam atendimentos, internamentos e transferências para outros serviços de saúde.

DOAÇÃO DE SANGUE–Desde o dia 05.02, o Hemope está mobilizado com a campanha Viva o carnaval e acerte na solidariedade, que tem o objetivo de ampliar em 20% as doações de sangue no período carnavalesco. O Hemocentro Recife (R. Joaquim Nabuco, 171, Graças) estará funcionando normalmente na semana pré e também durante a folia de Momo. A unidade está recebendo os doadores de segunda a sábado, inclusive no Sábado de Zé Pereira (02.03) e entre a segunda (04.03) e a Quarta de Cinzas (06.03), sempre das 7h15 às 18h30. Atualmente, dos oito tipos de sangue, três possuem estoque crítico, três estão em estado de alerta e dois estão estáveis. 

Para doar, é preciso ter entre 16 e 69 anos e ter mais de 50 kg. Para os menores de 18 anos, é necessário autorização e acompanhamento de um responsável durante a doação. No caso de maiores de 60 anos que queiram realizar a doação pela primeira vez, a iniciativa deve ser aprovada por um médico. Mais informações podem ser obtidas pelo Disque Doação: 0800.081.1535.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página