Casa de Farinha anuncia demissão de 1,3 mil funcionários.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019


Alvo de investigações, a Casa de Farinha anunciou nesta sexta-feira (11) que vai demitir mais de 1,3 mil funcionários. Hoje, há 2,3 mil trabalhadores. A empresa ligou a decisão à medida tomada pela juíza Idiara Bueno Aires, de Ipojuca, que a proibiu de participar de novas licitações por ser acusada de promover práticas ilícitas para vencer concorrências em vários municípios.

A determinação da magistrada foi mantida em pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco
(TJPE). De acordo com a Casa de Farinha, os desligamentos podem comprometer a volta do fornecimento de merenda escolar, a menos de um mês do reinício das aulas. Na Prefeitura do Recife, segundo a empresa, 150 mil alunos podem ser afetados. Pode ser interrompido ainda o fornecimento de refeições para o Hospital dos Servidores do Estado.

Investigações

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) abriu uma auditoria nos contratos sem licitação da Casa de Farinha com o Governo de Pernambuco para o fornecimento de alimentação hospitalar ao Hospital dos Servidores do Estado. Desde 2015, a contratação foi por dispensa de licitação. A Casa de Farinha esteve ainda no foco de investigações nas operações Ratatouille e Castelo de Farinha, que apuraram supostas irregularidades em contratos para a merenda escolar nos municípios do Cabo de Santo Agostinho e de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. Além disso, foi alvo de um alerta do Tribunal de Contas para que a empresa fosse substituída pela Prefeitura do Recife. Houva ainda uma denúncia da deputada estadual Priscila Krause (DEM) sobre contratos na cidade.

Fonte :Blog do Jamildo
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página