Com polêmicas e altos impostos no bolso dos pernambucanos será o segundo mandato de Paulo Câmara.

sábado, 15 de dezembro de 2018



O governador Paulo nem começou o seu segundo mandado e já está marcado por sérios escândalos, sofridos por falta de transparência em sua gestão. Depois dos grandes notórios envolvendo a extinção da delegacia de combate a corrupção e também criticas por parte de algumas autoridades, onde o governo quer cumprir propostas de campanha aumentando os impostos dos Pernambucanos  agora vem mais uma  Sem pagar aluguel há um ano de pelo menos 15 imóveis que abrigam unidades da Polícia Civil do interior, o governo de Pernambuco alugou sem licitação por cinco anos, pelo valor de R$ 516 mil, terreno pertencente ao conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) João Henrique Carneiro Campos para instalação de duas delegacias.
.Conforme a Folha de São Paulo em Matéria publicada essa semana o governo ainda teria outros assuntos a melhor esclarecer ao povo, onde

Campos é irmão da sogra do governador de Pernambuco, Paulo O aluguel do terreno, localizado no bairro do Torreão, zona norte do Recife, assinado no dia 4 de outubro deste ano, prevê prorrogação do prazo e reajuste após 12 meses.valor mensal que consta no contrato de locação é de R$ 8,6 mil, o que significa R$ 103,2 mil anualmente. No imóvel, vai funcionar a 2º Delegacia Seccional de Polícia e a Delegacia do Espinheiro. O terreno possui 572 metros quadrados, sendo 380 de área construída. A locação ocorre no momento em que o governo de Pernambuco enfrenta graves problemas para manter delegacias do interior do estado em funcionamento. A Delegacia de São José do Egito será fechada após o dono do imóvel conseguir na Justiça reaver o prédio que estava alugado ao governo por falta.

Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página