Pastor diz que evangélicos devem se afastar dos extremos da esquerda e da direita no Brasil

quarta-feira, 21 de novembro de 2018


O pastor Valdinei Ferreira, titular da Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo, o mais antigo templo protestante da capital paulista, inaugurado em 1865, concedeu entrevista falando sobre o cenário político que se desenha no Brasil após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL), e declarou que os evangélicos precisam evitar extremos da esquerda e também da direita.

Ferreira, que integra o movimento político Reforma Brasil, admitiu que o apoio maciço dos evangélicos ao presidente eleito é legítimo, pois o candidato reuniu propostas que atendiam aos anseios da população em áreas relevantes da sociedade.“As razões pelas quais as pessoas votaram são legítimas. Querem uma sociedade mais segura, e Bolsonaro canalizou isso. Votaram contra o sistema, e ele também conseguiu personificar isso. Acredito que o fator decisivo foi o discurso em torno da família tradicional. Um negócio que vai demorar muito tempo para se esclarecer é toda essa narrativa a respeito de “kit gay”, discussões de gênero. Isso teve um efeito grande nas igrejas em geral”, declarou o pastor presbiteriano, em entrevista à jornalista Anna Virginia Balloussier, da Folha de S. Paulo.

Sobre as queixas de conservadores contra as exigências de progressistas, a chamada “luta de classes” que a esquerda conseguiu instalar na sociedade em todo o mundo através do discurso de diferenciação de vários segmentos, o pastor descreveu a situação como um verdadeiro desafio que a democracia, enquanto conceito, tem pela frente.

“Parte das minorias não se sente representada, e parte da maioria se sente acuada pela emergência das minorias. É algo novo na sociedade brasileira, e também na Europa, nos EUA. Nossa democracia está buscando jeitos de conciliar interesses conflitantes. Por exemplo, uma fronteira é a questão do papel do Estado, da escola e da família na esfera íntima que é a orientação sexual. A gente não vai sair disso sem bom senso”, alertou.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página