Fórum das Secas apresenta tecnologias de produção de forragem em áreas áridas

sexta-feira, 9 de novembro de 2018


Lideranças empresariais, governamentais e técnicos de todo o estado se reúnem nesta segunda, 12, no Grande Mercure, para buscar alternativas que possam mitigar as pressões da estiagem na região semiárida de Pernambuco.  Essa é a expectativa que se tem da 7 ª Sessão do Fórum Permanente de Convivência Produtivas com as Secas 2018, que apresenta a palestra “Tecnologia de produção de forragem  em áreas áridas’ do pesquisador americano daTexas A&M University, James Muir. Na ocasião, produtores, empresários, acadêmicos e membros do Poder Público, conhecerão alternativas aplicadas pelos Estados Unidos, através do uso de tecnologias, que possibilitam o conservação, armazenamento e estoque do rebanho para atender os longos períodos de estiagem. Segundo informações da Federação da Agricultura do Estado (Faepe), uma das características da região semiárida do Nordeste e de Pernambuco, em particular, é a ocorrência de secas frequentes com consequências previsíveis e sempre negativas sobre a produção agrícola e pecuária. “Este tipo de informação é crucial para previsões de situações de emergência e respostas ágeis quando da ocorrência de períodos sem água e alimentação”, explica Pio Guerra, presidente da Faepe e do Fórum das Secas.


Visitas técnicas – Em seguida, no dia 13, o pesquisador James Muir, acompanhado do coordenador do Fórum, Geraldo Eugênio e equipe, conhecerá experiências exitosas de produção tecnificada no município de Araripina, no Sertão do estado. A primeira parada será no Rancho Jota, que desenvolve um sistema de alimentação de caprinos e ovinos, com Banco de Energia: Palma Adensada e com  Banco de Proteína: Leucena.Em seguida, o pesquisador visita o Sítio Riacho Fundo, experiência da Escola Aberta Integrada e Sustentável. O trabalho de campo se encerra no JP Ranch, referência na produção de palma adensada com irrigação por gotejamento para alimentação de ovinos.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página