ONG que atua em defesa de pessoas com HIV ganha homenagem da Assembleia

segunda-feira, 1 de outubro de 2018


A Gestos é uma organização não governamental fundada em 1993 com o objetivo de defender os direitos das pessoas soropositivas para o HIV e das populações vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Ao completar 25 anos, a entidade foi homenageada, nesta quarta (26), em uma Reunião Solene na Assembleia Legislativa. A iniciativa foi proposta pela deputada Teresa Leitão (PT).

O primeiro projeto desenvolvido pela Gestos tinha como foco o atendimento psicológico das pessoas vivendo com HIV/Aids, além da formação de agentes multiplicadores de informação nas comunidades carentes da Região Metropolitana do Recife. A instituição também foi demandada em relação a um apoio jurídico, e cerca de 70% dessas pessoas tiveram seus direitos reparados, através de liminares e de sentenças, que hoje fazem parte do rol de jurisprudências referente à temática Direito e Aids.

Ao longo de sua trajetória, a Gestos foi se aprimorando em prestar assistência jurídica para pessoas HIV positivas e se tornou referência no que diz respeito à comunicação e Aids no País, com destaque junto às discussões sobre políticas públicas de comunicação em saúde. A ONG tem atuado pela implementação de políticas públicas que garantam os direitos fundamentais dessa população, como acesso à saúde e à inclusão social, da mesma forma que tem ajudado na formação de novas organizações da sociedade civil, que lutem pelos direitos das pessoas com HIV e de seus familiares, como a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, criada em 1995, o Grupo de Trabalho Positivo – GTP+, criado em 2000, o Grupo de Ações Positivas, fundado em 2003, o Grupo de Apoio a Pessoas Soropositivas, que surgiu em 2003, e o Atos de Cidadania, formado em 2006.

A Gestos também atuou, no período de 2007 a 2011, na criação e na coordenação nacional e internacional do Fórum Ungass-Aids em Saúde Sexual e Reprodutiva, monitorando a implementação de acordos firmados na Organização das Nações Unidas (ONU) em 16 países em desenvolvimento. Em 2008, cumpriu o papel de Secretaria Regional do Conselho Latino-americano e do Caribe de ONGs com trabalhos em Aids. A importância do trabalho que a Gestos vem fazendo é reconhecida internacionalmente, na medida em que a organização continua a prestar consultoria à ONU.

“A Assembleia Legislativa cumprimenta os idealizadores e os colaboradores da Gestos por toda dedicação empreendida em tão nobre e humanitária atividade”, destacou Teresa Leitão, ao abrir a cerimônia. A deputada destacou que, diante de uma relevante atuação, que tem por princípios o respeito, o convívio com as diferenças, a construção de uma cultura de paz, a autonomia, o acolhimento e o cuidado de si e do outro, bem como a construção de diálogos baseados na escuta, faz-se merecida a homenagem a essa importante instituição. “A Gestos realiza uma missão que leva conforto e orientação para milhares de pessoas que vivem com o HIV no Estado”, frisou.  

Representando a ONG, os fundadores da entidade, Alessandra Nilo e Acioly Neto, receberam uma placa comemorativa da Assembleia. Eles agradeceram a homenagem, ressaltando a alegria e a emoção de estarem sendo homenageados pelo Legislativo pernambucano. “É um reconhecimento a um trabalho que tem feito a diferença na vida de muitas pessoas. Por meio da ação social promovemos a construção da cidadania”, pontuou Alessandra. “Ao longo dos anos foram muitas vitórias e também algumas perdas, mas continuamos na resistência em nome dos bons resultados alcançados”, destacou Acioly.  
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página