Compesa executa obra em cinco municípios para implantação da Adutora de Serro Azul

quarta-feira, 17 de outubro de 2018


O esforço para executar as obras de enfrentamento à seca continua em Pernambuco. Uma dessas obras está construindo o caminho que vai levar água da Barragem Governador Eduardo Campos ( Serro Azul), no município de Palmares, Zona da Mata Sul, até o Agreste, para abastecer 1,5 milhão de pessoas em dez cidades que sofrem com os efeitos da seca na região. Neste mês, os serviços de implantação do Sistema Adutor de Serro Azul alcançaram o maior número de frentes de trabalho desde o início da obra – que começou em junho deste ano. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) está com nove frentes de trabalhadores distribuídas nos municípios de Palmares, Bonito, Camocim de São Félix, Barra da Guabiraba e Bezerros para executar o assentamento de tubulações e a construção das Estações Elevatórias (bombeamento) do novo sistema. A obra tem previsão de ser finalizada em julho de 2019.

O Sistema Adutor de Serro Azul recebe o investimento de R$ 200 milhões, recursos financiados pelo Governo do Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e prevê a implantação de uma adutora com 58 quilômetros de extensão, a construção de quatro estações elevatórias e de reservatórios com capacidade total de 4.500 metros cúbicos de água, além da instalação de 28 quilômetros de linhas de transmissão elétrica e automação do novo sistema. A adutora vai sair da Barragem Governador Eduardo Campos, em Palmares, até o ponto de interligação com a Adutora do Agreste, entre os municípios de Caruaru e Bezerros. Serão captados na barragem 500 litros de água, por segundo, vazão suficiente para ampliar a oferta de água nas cidades contempladas com a obra: Belo Jardim, Sanharó, Caruaru, Tacaimbó, São Bento do Una, São Caetano, Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Bezerros e Gravatá.

As frentes de serviço para assentamento da adutora estão localizadas nos trechos em Sapucarana (variante da PE-119), em Bezerros; no desvio em Camocim de São Félix; próximo a Colônia Japonesa, em Bonito; e em Palmares (variante da PE-103). Até agora já foram implantados 7,5 quilômetros de tubulações, que corresponde a 13% do total de adutoras. “Estamos trabalhando para concluir a obra dentro do prazo previsto e levar melhorias significativas ao abastecimento dessas cidades. Nossa expectativa é mobilizar a abertura de novas frentes de trabalho ainda neste mês para manter um bom ritmo das obras”, informou o  diretor Técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza, lembrando que, inicialmente, a Barragem de Serro Azul foi concebida para contenção de cheias na Mata Sul, e por estar localizada em uma região onde há bons índices de pluviometria, o manancial ganhou a função de fonte de hídrica para abastecimento da população.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página