Pernambuco tem surto de conjuntivite; emergência registra aumento de 351% nos casos

terça-feira, 27 de março de 2018



Pernambuco vive atualmente um surto de conjuntivite, informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Entre janeiro e março deste ano, foram registrados pelo menos mais de quatro mil casos da doença, números que representam um aumento de 351% em relação ao mesmo período de 2017, segundo a Fundação Altino Ventura (FAV). A Fundação dispõe da única emergência oftalmológica em Pernambuco que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e, devido ao aumento de casos de conjuntivite, recebe, nesses últimos dias, quase 900 pessoas diariamente quando a capacidade se limita a 500 pessoas.

Apesar de comum o aumento de casos de conjuntivite após o Carnaval - devido à grande aglomeração de pessoas - e o início das aulas, este ano foi crescimento foi acima da média, explica o médico da FAV, Dr. Vasco Bravo Filho. “Essa quantidade está representando cerca de 40% do nosso atendimento na urgência”, destacou.

Em nota, a FAV informou que não conta com profissionais de recepção, enfermeiros e médicos, espaço físico, nem recursos econômicos suficientes para atender à alta demanda. A Fundação solicita apoio urgente da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Esta ajuda é para redirecionar a demanda às unidades da rede pública, mediante treinamento de médicos, ou a construção de uma nova emergência oftalmológica de referência estadual", esclarece a FAV em documento.
A SES, também por meio de nota, informou que irá dialogar com a Fundação Altino Ventura e ressaltou que oferece assistência oftalmológica por meio da contratualização de serviços com unidades de atenção especializada em oftalmologia. No Recife, o Hospital de Olhos Santa Luzia, o Instituto de Olhos do Recife, o Serviço Oftalmológico de Pernambuco também realizam este tipo de atendimento aos usuários do SUS, sendo a FAV a única a dispor de emergência oftalmológica.

No Interior, há contratualização com o Instituto de Olhos Vale do São Francisco, em Petrolina, no Sertão; e Fundação Altino Ventura, em Salgueiro, também no Sertão. "É importante esclarecer que as consultas são reguladas pelas secretarias municipais de Saúde onde o paciente reside", destaca o documento. 

A conjuntivite transmitida pelo contato, por isso, é importante manter as mãos higienizadas e evitar passá-las no olhos, além de evitar utilizar objetos de uso comum como computadores e trocar frequentemente a fronha dos travesseiros. “É muito comum recebermos pacientes e logo depois seus familiares”, diz o médico, alertando que a pessoa infectada com conjuntivite não deve ir ao trabalho devido à facilidade de contaminação. O médico também alerta para o uso indevido de colírios. "Por mais que os sintomas sejam parecidos, cada caso deve ser analisado por um profissional", diz.

Confira nota na íntegra da Secretaria Estadual de Saúde

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informa que irá dialogar com a Fundação Altino Ventura (FAV) para dar apoio na qualificação do atendimento. A SES ressalta, ainda, que oferece assistência oftalmológica por meio da contratualização de serviços com unidades de atenção especializada em oftalmologia. No Recife, o Hospital de Olhos Santa Luzia, o Instituto de Olhos do Recife, o Serviço Oftalmológico de Pernambuco e a Fundação Altino Ventura (emergência) realizam este tipo de atendimento aos usuários do SUS. No Interior, há contratualização com o Instituto de Olhos Vale do São Francisco, em Petrolina; e Fundação Altino Ventura, em Salgueiro. É importante esclarecer que as consultas são reguladas pelas secretarias municipais de Saúde onde o paciente reside. 

Considerando, ainda, que o SUS é tripartipe, é oportuno informar que a linha de cuidado integral perpassa todos os níveis de atenção e que na Atenção Primária, de responsabilidade dos municípios, deverão ser realizadas ações de promoção e prevenção, além de consultas médicas para avaliação clínica, para posterior encaminhamento ao serviço especializado.

Para descentralizar o atendimento e a oferta de consultas com médicos especialistas para todo o Estado, desde 2013, Pernambuco vem ampliando a assistência por meio das Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs). Com isto, há atendimento ambulatorial na especialidade de oftalmologia nas UPAEs Garanhuns, Petrolina, Caruaru, Serra Talhada, Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Belo Jardim e Limoeiro. O atendimento ambulatorial também é realizado no Hospital das Clínicas, Hospital Jaboatão Prazeres, Geral de Areias e Hospital Universitário Oswaldo Cruz.

Folha de PE
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página