Para Lula, é preciso construir mecanismos efetivos que atraiam mulheres para a política

domingo, 8 de outubro de 2017


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou na noite deste sábado do Encontro Nacional de Mulheres do PT, em Brasília, e lançou um desafio às mulheres do partido. "Não basta só dizer as políticas públicas que fizemos para as mulheres, temos que dizer mais. As mulheres estão mal representadas nas assembleias legislativas, no Congresso e até no movimento sindical. O que temos que pensar é em como as mulheres vão estar efetivamente participando da política", disse o ex-presidente.

Para Lula, as mulheres que já acumulam alguma militância precisam repensar em como atingir aquelas que estão alheias ao debate político. "Seria mais fácil se mulher votasse em mulher, negro votasse em negro, trabalhador votasse em trabalhador. A partir desse encontro nós temos que discutir qual é a narrativa que vamos construir com as mulheres que não tem a militância que vocês tem", destacou.

Representatividade

O ex-presidente ponderou que apesar de todos os partidos terem adotado campanhas de participação da mulher na política partidária, elas ainda são minoria em cargos eletivos. "Os homem governam desde que o mundo é mundo, e no Brasil a primeira presidenta foi a Dilma", pontuou. "Fico me perguntando como uma entidade importante como a Apeoesp, por exemplo, não consegue eleger uma deputada. Isso vale para todos os setores da sociedade", ressaltou.

A presidenta eleita Dilma Rousseff não compareceu ao evento em razão de uma viagem a Rússia, onde ela deve denunciar o golpe parlamentar brasileiro. Diante da ausência, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, leu uma carta escrita por Dilma.  
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook