Senar/PE divulga resultado da seleção para o Curso Técnico em Agronegócio

segunda-feira, 28 de agosto de 2017


Os candidatos a uma vaga no Curso Técnico em Agronegócio, oferecido pelo Senar Pernambuco (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), podem conferir o gabarito oficial e a classificação final da seleção a partir desta sexta-feira, 28/07, no site http://etec.senar.org.br. As matrículas começam neste sábado (29) e  vão até a próxima terça-feira (1º). As aulas terão início na quinta-feira, 03/08.

As matrículas devem ser feitas na secretaria do polo de apoio da Rede e-Tec Brasil no Sindicato Rural de Bezerros. Os documentos exigidos são originais ou fotocópias autenticadas em cartório do certificado do Ensino Médio; histórico escolar do Ensino Médio; carteira de identidade; CPF; certidão de nascimento ou, quando houve mudança de nome, a de casamento; uma foto 3x4 recente e, no caso dos maiores de 18 anos, título de eleitor com os comprovantes de votação da última eleição. Os homens, maiores de 18 anos, precisam apresentar ainda o certificado de reservista.

Para os aprovados, o dia certamente é de festa, pois enfrentaram uma alta concorrência. Em todo o País, 14.239 candidatos participaram da seleção para as 2.055 vagas oferecidas em 57 polos da rede, distribuídos por 19 estados. Um grande contingente de perfis  variados, incluindo desde trabalhadores  e jovens do campo que antes não  tiveram a chance de continuar os estudos, produtores rurais interessados em aprofundar seus conhecimentos sobre o agronegócio, até profissionais com formação superior em diversas  categorias desejosos de atuarem no setor agropecuário. No entanto, produtores, trabalhadores e residentes nas zonas rurais formam o público preferencial do SENAR e, em caso de empate na seleção, têm prioridade.

Com 1.230 horas/aula, o Curso Técnico em Agronegócio do Senar alia a teoria à prática, disponibilizando oitenta por cento das aulas na internet e garantindo a experiência prática em aulas presenciais  nos polos da rede ou no campo, realizadas, geralmente, a cada quinzena. O currículo é estruturado de modo que, ao concluírem o curso, os alunos estejam prontos para atuar nos diferentes segmentos e cadeias produtivas do agronegócio seja na fazenda, em uma empresa, ou realizando pesquisas e assistência técnica. O diploma de nível técnico é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e registrado pelos Conselhos Regionais de Engenharia (CREAs)

Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook