Temer não aguenta pressão e revoga decreto que determina atuação das Forças Amadas

quinta-feira, 25 de maio de 2017


Após a forte pressão das ruas, das redes sociais, de lideranças sociais e partidárias, de organizações de direitos humanos e de juristas, o presidente Michel Temer revogou, nesta quinta-feira (25/05), o uso das Forças Armadas em manifestações até o dia 31 de maio. Até integrantes de sua base aliada criticaram a ação do presidente. A revogação saiu em edição extra do Diário Oficial da União de hoje.

No texto do decreto de hoje, assinado por Temer e pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, o governo afirma que a decisão se deu pela “cessação dos atos de depredação e violência e do consequente restabelecimento da Lei e da Ordem no Distrito Federal, em especial na Esplanda dos Ministérios”.
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook