PSOL, Rede e PSB protocolam representação contra deputado Rocha Loures

quinta-feira, 25 de maio de 2017


PSOL, Rede e PSB protocolaram na noite de segunda-feira (22/05), no Conselho de Ética da Câmara, representação por quebra de decoro parlamentar contra o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). A partir da delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS, os partidos consideram que há “provas fartas”, incluindo áudio e vídeo, que podem levar à cassação do mandato do parlamentar.

Gravações autorizadas pela Polícia Federal flagraram Rocha Loures saindo de uma pizzaria em São Paulo, no mês passado, com R$ 500 mil dentro de uma mala. Em outra gravação – feita pelo dono da JBS – Joesley Batista se encontra com o presidente Michel Temer, que indica o parlamentar para tratar de assuntos de interesse do empresário no governo federal. Joesley aparece perguntando a Temer no vídeo: “Posso falar tudo com ele [o deputado Loures]?”. O presidente, então, responde: “Tudo”.

O deputado Ivan Valente (SP) afirmou que Rocha Loures é de estrita confiança de Temer. “Ele foi pego em flagrante delito. É homem de confiança de Temer. E agora está desaparecido. Os fatos apontam, claramente, a quebra de decoro, com corrupção e tráfico de influências”, afirmou o deputado Ivan Valente (SP).

Segundo a deputada Luiza Erundina (SP), as iniciativas das legendas – a representação contra Aécio Neves, o pedido de impeachment de Temer, protocolado na semana passada, e agora a representação contra Rocha Loures – representam o início de respostas que o Congresso Nacional tem que dar à sociedade. “O Parlamento não pode se omitir. Rodrigo Maia disse que não acolheria nenhum pedido contra Temer, mas ele não pode ignorar a gravidade dos fatos. Nós vamos cobrar”.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página