Homem é preso suspeito de estuprar pelo menos 4 enteadas

terça-feira, 16 de maio de 2017



A Polícia Civil apresentou, na manhã desta terça-feira (16), a prisão de um homem acusado de estuprar pelo menos quatros crianças, todas elas com menos de dez anos, dentro da própria casa das vítimas. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), desde dezembro de 2016. 

De acordo com o gestor do DPCA, delegado Darlson Macedo, a mãe e a avó das crianças fizeram a denúncia após descobrir os abusos do padrasto das vítimas. "Ele aproveitava os horários que não tinha ninguém em casa para estuprar as enteadas, que também eram coagiadas a não contar nada", disse Macedo.  

Dentre as vítimas, uma criança de apenas dois anos também foi abusada sexualmente pelo homem. Segundo o delegado Darlson Macedo, há grandes possibilidades dessa criança ser filha do abusador. "A vítima mais nova é filha de uma das enteadas dele e, de acordo com os laudos médicos, ela foi estuprada pelo padrasto em 2015, o que indica que ele seja o pai da criança mais nova".  

Para não ser denunciado pelas enteadas, o homem ameaçava matar a mãe das crianças caso elas contassem algo para alguém. Essa não é a primeira vez que ele é preso. Em 2011, o homem já havia sido indiciado por abusar da própria filha pelo período de cinco anos, dos nove aos 14.  

"Não dá nem pra classificá-lo como um ser humano. Ele é um monstro. A gente ainda consegue se indignar com criminosos dessa natureza, mesmo com tantos anos de polícia", declarou o delegado à frente do caso. 

A Polícia Civil fez um apelo para que as crianças e adolescentes que estiverem sendo abusadas procurarem as autoridades ou o Conselho Tutelar. Em caso de serem muito novas, os familiares não devem ter medo da situação e prestar queixa sobre o caso.  

O delegado Darlson Macedo também alertou que as mães ou responsáveis pelas crianças que saibam da situação de abuso sexual e não denunciam também podem ser responsabilizadas. "Caso as vítimas relatem o caso para os familiares e nada seja feito, eles podem perder a guarda das crianças", explicou. 

No dia quatro de maio deste ano foi lançada a Campanha do 18 de Maio de 2017 (Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes). A iniciativa “Crianças e Adolescentes Livres de Todo Tipo de Violência Sexual” tem como finalidade a prevenção e o enfrentamento da violência sexual no estado de Pernambuco, com ênfase na autoproteção de crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual.
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook