Compesa inicia obra para captação de volume morto do Sistema Jucazinho

sábado, 24 de outubro de 2015

Doze municípios abastecidos pela barragem de Jucazinho irão ficar sem água por 15 dias a contar deste sábado (24). É que a Companhia Pernambucana de Saneamento irá começar a explorar o volume morto do reservatório localizado em Surubim, no Agreste do estado. Durante este período, os locais receberão água de carros-pipa. Após este prazo, o abastecimento voltará a ser feito conforme o rodízio.Uma captação - por meio de bomba submersa - será instalada para conseguir captar a água restante da barragem, que atualmente está acumulando 2,56% da capacidade total, que é de 327 milhões de metros cúbicos. De acordo com a assessoria de imprensa, o sistema emergencial para exploração do volume morto de Jucazinho faz parte do conjunto de obras que a Compesa está executando para reduzir o impacto causado pela estiagem.
O uso do volume morto vai permitir que a retirada de água seja mantida por mais quatro ou cinco meses - dentro do esquema de rodízio atual - para as 12 cidades envolvidas: Cumaru, Passira, Riacho das Almas, Santa Cruz do Capibaribe, Salgadinho, Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá, Vertente do Lério, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama, além do distrito de Ameixas. Caruaru, também no Agreste, continua sendo atendida pela barragem do Prata, enquanto Gravatá e Bezerros, pelos reservatórios de Brejinho, Cliper, Vertentes e Brejão.













Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook