Bruno Araújo (PSDB-PE), disse que a oposição está disposta a não aprovar o corte de R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

 O líder da oposição na Câmara dos Deputados, Bruno Araújo (PSDB-PE), disse que a oposição está disposta a não aprovar o corte de R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família proposto pelo relator do Orçamento geral da União de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR). "A Oposição vai repelir com muita firmeza a manobra do governo Dilma de cortar R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família em 2016", disse.

Para o parlamentar existe uma forte "incoerência" do governo, que até recentemente afirmava que os programas sociais não seriam afetados pelos cortes previstos no ajuste fiscal.

"Os cortes já se deram de forma muito firme tanto na educação, que atingiram o Pronatec, por exemplo, como em recursos da saúde e agora é divulgado que programas de distribuição de renda que ao longo dos anos vêm beneficiando os brasileiros serão esvaziados", disparou o tucano.

"Essa é mais uma demonstração de que Dilma promete uma coisa e orienta sua base para fazer outra completamente diferente", afirmou.
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook