Governo de PE entrega 570 cisternas de caráter produtivo no Araripe

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Os equipamentos  beneficiam agricultores familiares na manutenção de suas plantações  e na criação de animais. O mesmo convênio ainda prevê a construção de outros nove mil equipamentos em todo o estado, com recursos na ordem de R$ 120 milhões

O agricultor Francisco Nascimento e outras 569 famílias sertanejas comemoraram, nesta segunda-feira (14), o recebimento de 570 cisternas de caráter produtivo e consumo animal para a região do Araripe. A entrega dos equipamentos aconteceu durante a passagem do governador Paulo Câmara e do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, pelo município de Bodocó. O chefe do Executivo ainda inaugurou a Escola Estadual Luis Gomes Diniz, onde os jovens que cursam o ensino médio vão poder estudar já a partir do próximo mês.

A implantação de cisternas é uma ação da secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), coordenada pela secretaria Executiva de Agricultura Familiar, através do Programa Pernambuco Mais Produtivo. Foram investidos R$ 7.2 milhões na execução dos serviços realizados pelo Centro de Habitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe. A ação beneficia agricultores de Araripina (120), Santa Cruz do Capibaribe (120), Exu (60), Ipubi (60), Ouricuri (110) e Bodocó (100). O mesmo convênio ainda prevê a construção de outros nove mil equipamentos em todo o estado, com recursos na ordem de R$ 120 milhões.

Durante a inauguração da escola, Paulo destacou que para continuar avançando é preciso ampliar as parcerias e contar, essencialmente, com o apoio da população. "Sabemos que ainda temos muito a avançar na segurança hídrica do nosso estado. Mas os resultados vão chegar ainda mais rápido se trabalharmos juntos" assegurou.

No Sítio Tucano, onde reside o agricultor Francisco Nascimento, um dos contemplados, Mota entregou pessoalmente uma das cisternas e conversou com a população sobre as ações do Governo do Estado para a região. "Permitir que os agricultores e suas famílias alcancem uma melhor qualidade de vida é a nossa missão. Vamos continuar mostrando que crise se vence com trabalho" avaliou.

Chefe de uma família composta por onze pessoas, seu Francisco vive do cultivo orgânico de feijão, milho, raízes e folhas. O trabalhador festejou a chegada da cisterna calçadão em sua propriedade e afirmou que "de agora em diante muita coisa vai mudar para melhor". "Agradeço primeiro a Deus por ter atendido minhas orações e ao Governo de Pernambuco por realizarem esse sonho" acrescentou.

Desde 2011, quase 5 mil cisternas do tipo calçadão já foram entregues pelo Governo do Estado no Sertão pernambucano, através de recursos de mais de R$ 60 milhões. Os equipamentos funcionam captando e armazenando as águas das chuvas em um reservatório de 52 mil litros, por meio de um calçadão de 200m2. 




Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook