'Campo atuaria na defesa da ordem democrática relata coordenador de campanha

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

 O coordenador de marketing da campanha de Eduardo Campos à Presidência em 2014, Edson Barbosa, lamenta sua morte e diz que o ex-governador de Pernambuco estaria hoje ‘mobilizando os bons de espírito’ para ajudar a presidente Dilma Rousseff em meio à crise política:

“Temos uma mulher digna e corajosa como presidente da República, legitimamente escolhida pelos brasileiros. Enquanto o patrimonialismo, o egoísmo e a vulgaridade política dominam, ela firma protocolos de investimento com potencial para mais de US$ 500 bilhões no médio prazo com EUA e China”.
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook