Escolas não estão preparadas para educação inclusiva

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

As escolas ainda não estão preparadas para oferecer recursos em Libras e Braille aos alunos portadores de necessidades especiais. A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado aprovou, no mês passado, um projeto de lei de 2004, proposto por Ideli Salvatii, na época senadora pelo estado de Santa Catarina. A iniciativa, que ainda precisa passar pelo plenário do Senado, estabelece a inclusão no currículo oficial da rede de ensino regular básica a obrigatoriedade da oferta de acesso à Língua Brasileira de Sinais (Libras). Bem como ao sistema Braille, Tadoma (para estudantes cego-surdos) e adaptação de ensino conforme as necessidades de alunos superdotados. A ideia é promover a educação inclusiva, ou seja, a escola regular terá que se preparar para receber todo e qualquer tipo de aluno.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página