Aécio ataca tentativa do PT de se apoderar de empresas públicas

domingo, 21 de setembro de 2014

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, afirmou, neste sábado (20/09), que o PT considera as empresas públicas patrimônio do partido. Aécio lembrou os casos de corrupção envolvendo a Petrobras, os erros cometidos pelo IBGE e o caso de abuso político envolvendo os Correios. 

“Essa visão patrimonialista do PT de considerar que as empresas públicas são seu patrimônio precisa ter um fim”, afirmou Aécio durante entrevista em Ipatinga (MG), onde fez a primeira de três carreatas na região do Vale do Aço. Acompanhado do candidato a governador Pimenta da Veiga e do candidato ao Senado Antonio Anastasia, Aécio também fez carreatas em Coronel Fabriciano e Timóteo. 

Aécio cobrou o aprofundamento das investigações na Petrobras para que seja esclarecido o tamanho dos desvios que atingiram a maior empresa do Brasil, envolvendo um ministro do governo Dilma, governadores, senadores e deputados aliados da presidente. 

“É preciso que as investigações se aprofundem porque o que fizeram com a nossa maior empresa pública é um crime de lesa-pátria. Não tem mais essa história de mal feito. É crime e crime tem que ser punido. Todos aqueles responsáveis pela condução, pela direção, pela governança da maior empresa pública têm sua parcela de responsabilidade”, afirmou o candidato. 

Reportagem da Folha de S.Paulo revela que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que havia irregularidades em mais duas diretorias da estatal: Serviços e Internacional entre 2004 e 2012. A diretoria de Serviços era comandada por Renato Duque, indicado pelo PT e próximo ao tesoureiro do partido, João Vaccari Neto. A revista Veja afirma que Duque foi indicado pelo ex-ministro José Dirceu e, nas diretorias indicadas pelos petistas, o dinheiro da propina era arrecadado por Vaccari. A área internacional era comandada por Nestor Cerveró, que tinha apoio do PT e do PMDB.
Últimas Postagens

Visualizações de página

Facebook