UPE escolhe novo reitor em eleição nesta terça-feira

terça-feira, 30 de setembro de 2014

A Universidade de Pernambuco (UPE) promove, nesta terça-feira (30), a eleição para os novos reitor e vice-reitor da instituição, com gestão que começa em 2015 e segue até 2018. A votação, que é realizada em um turno único, ocorre em todas as unidades de ensino e hospitais da UPE, desde as 7h até as 21h. O resultado será divulgado no dia 2 de outubro, pela comissão eleitoral, no site da universidade.
Os candidatos a reitor e vice são os professores Emanuel Dias e Pedro Alcântara; Belmiro Cavalcanti e Mauro Barros; e Pedro Falcão e Maria do Socorro Cavalcanti. Os votos são feitos em cédula única, que é impressa com os nomes dos candidatos. Será eleita a chapa que tiver o maior índice de votos.
Podem votar os estudantes, servidores técnicos-administrativos, professores e membros da carreira do magistério superior em exercício efetivo na UPE. O resultado será homologado no dia 31 de outubro. A gestão do reitor Carlos Calado e do vice Rivaldo Mendes termina no dia 31 de dezembro.

PF abre concurso para agente com 600 vagas

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Como era esperado, a Polícia Federal lançou concurso público para provimento de 600 vagas para o cargo de agente da instituição, cujo salário é de R$ 7.514,33 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. O edital foi lançado nesta sexta-feira (26) no site do Cespe/UNB e no Diário Oficial da União. O certame é nacional, porém, para a escolha de lotação, serão disponibilizadas vagas preferencialmente nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira.

As inscrições começam no dia 06 de outubro e seguem até o dia 26 do mesmo mês através do endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_14_agente/.  Para concorrer é preciso ter nível superior completo com diploma fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação; carteira nacional de habilitação, categoria “B”, no mínimo; além de outros pontos estipulados no edital.

Etapas

O candidato vai passar por provas objetiva e discursiva, agendadas para o dia 21 de dezembro, com duração de cinco horas. Além disso, haverá exame de aptidão física, programado para ocorrer entre os dias 20 e 24 de fevereiro; exame médico e avaliação psicológica. 

A segunda parte do concurso será composta pelo Curso de Formação Profissional, que deve ser realizado de 03 de agosto a 18 de dezembro de 2015. A academia ocorrerá em regime de internato no período das 7 horas e 30 minutos de segunda-feira às 18 horas de sábado.

Disciplinas

Estão entre os objetos de avaliação as disciplinas: língua portuguesa, informática; atualidades; raciocínio lógico; administração; contabilidade; economia; Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Direito Administrativo e Constitucional.

Fonte : Fonte Folha de Pe.

Alianças do PT rompe com Armando Monteiro para apoiar frente Popular

domingo, 28 de setembro de 2014


Insatisfeita com algumas posturas adotadas pelo Partido dos Trabalhores (PT) na campanha eleitoral em Pernambuco, uma das correntes da legenda PTLM (PT de Lutas e Massa) decidiu neste domingo (28) abandonar o barco petista para apoiar os candidatos da Frente Popular – Paulo Câmara, ao governo de Pernambuco, e Fernando Bezerra Coelho para o Senado.
Em nota enviada ao Blog, o grupo relata descontentamento com a aliança do partido com o candidato Armando Monteiro e fala ainda do autoritarismo de lideranças na coordenação da campanha.
“O PT de Pernambuco vem seguindo um caminho que o afasta dos seus princípios éticos fundamentais. Desde 2012, nas prévias para eleição à Prefeitura do Recife, vimos o PT desprezar sua democracia e descumprir suas decisões de encontros do partido”, diz o texto.

Segundo Gilson Guimarães, um dos membros da Executiva Estadual do PT e coordenador da campanha da presidente Dilma Rousseff no Estado, a decisão de romper com a campanha majoritária está sendo discutida desde a última segunda-feira (23).
Depois de percorrer alguns municípios em encontros com os diretórios, o grupo redigiu um documento expondo as críticas às candidaturas de Armando e João Paulo (leia a íntegra abaixo).
Um dos pontos de insatisfação expostos por Gilson reside na postura das campanhas de Armando e João Paulo em “esconder” o nome de Dilma Rousseff nas propagandas eleitorais.
“Até 15 dias atrás, havia a rejeição em ligar o nome dos candidatos com Dilma, porque ela estava em baixa nas pesquisas. Até as peças de João Paulo dizem que ele é de Lula e Dilma mal aparece”, criticou Gilson, que entregou esta semana a coordenação da campanha no Grande Recife.
A corrente dissidente também afirma que “neste momento é impossível não reconhecer que a aliança história Frente Popular, da qual sempre estiveram juntos PT, PSB e PCdoB trouxe conquistas irrefutáveis ao povo de Pernambuco”.

Mas, no âmbito nacional, a PTLM mantém a decisão de apoiar à reeleição da presidente Dilma Rousseff.
Antes do rompimento do PT com o PSB, há dois anos, o grupo era historicamente ligado ao ex-governador Eduardo Campos e aos socialistas. Desde as eleições municipais em 2012, a ala do partido criticava as atitudes tomadas pela cúpula do partido. Nas eleições para Prefeitura do Recife, a corrente apoiou o nome do ex-prefeito João da Costa, que foi derrotado nas urnas por Geraldo Julio, afilhado político de Eduardo Campos.
Na época, eles já criticavam o autoritarismo de membros da majoritária do partido, nas figuras do senador Humberto Costa e do atual candidato ao Senado pelo PT, João Paulo.

Após arrastar multidões no Agreste, Armando promove neste domingo grande carreata no Recife

Mal retornou do Interior, onde participou de caminhadas e minicomícios, Armando Monteiro (PTB), candidato pela Coligação Pernambuco Vai Mais Longe, ao governo do Estado vem ganhando mais força nas ruas a cada dia. Neste sábado (27), o petebista deu mais uma demonstração de prestígio e arrastou uma multidão pelas ruas do bairro do Salgado, o mais populoso de Caruaru, no Agreste. Neste domingo, ele participa de grande pela Zona Sul do Recife.

Com mais de 80 mil pessoas, boa parte dos moradores do bairro de Salgado, em Caruaru, saíram de suas casas para abraçar mais uma vez a candidatura de Armando. Cerca de 10 mil pessoas foram às ruas declarar o apoio ao petebista nesta eleição neste sábado.

No início do mês, o candidato a governador comandou outra grande caminhada no Salgado. Ao lado dos candidatos a vice Paulo Rubem Santiago (PDT) e a senador João Paulo (PT), além do senador Douglas Cintra (PTB), que ocupa temporariamente a cadeira de Armando no Senado em virtude da disputa eleitoral, o grupo levou mais de 5 mil pessoas às ruas, numa verdadeira festa popular.

“Agradeço a todos pelo carinho recebido e pelo apoio que foi nos dado. Agora é hora de redobrar o trabalho até o dia 5. Vamos com Dilma, Armando e João Paulo”, bradou o candidato a governador.

GRANDE CARREATA – Após cumprir agenda em Caruaru, Armando Monteiro e aliados seguiram para uma grande carreata pelas principais vias da cidade de Belo Jardim. O ato parou o município na noite deste sábado. A comitiva percorreu um trajeto de mais de 10 quilômetros, perpassando por diversos bairros. Mais de mil veículos, entre carros e motos, acompanharam toda a passagem do petebista.

Após a carreata, Armando afirmou, no discurso, que seu governo será parceiros dos municípios. O petebista pediu empenho da militância para intensificar o trabalho nesses últimos dias. “A verdadeira pesquisa que acreditamos é a que sentimos nas ruas, que nos aponta a vitória nesta eleição”, arrematou. Logo cedo, pela manhã, Armando participou de caminhada pelo centro de Gravatá.

Não vamos desistir do Brasil, João emocionou dezenas de pessoas ao discursar no comício de Paulo Câmara.

O filho mais velho de Eduardo Campos, João Campos, 20 anos, saiu do luto e foi para as ruas. Na última semana, João emocionou dezenas de pessoas ao discursar no comício de Paulo Câmara, candidato do PSB ao governo de Pernambuco. O ato político foi realizado nos municípios de Caetés e Garanhuns, terra de Lula – a 200 km do Recife. “Meu pai não deixou uma herança. Esta, quando dividida, pode se acabar. Deixou um legado que, quanto mais o dividirmos, mais crescerá”, afirmou. Assim como os outros dois filhos de Campos, Pedro, 18, e Maria Eduarda, 22, João virou uma espécie de celebridade nas caminhadas pelo interior do Estado. Por onde passa, é cumprimentado e recebido com efusivos abraços. Não raro, se ouvem choros e relatos emocionados.O mesmo ocorre com a mãe, Renata, viúva do ex-governador, morto em acidente aéreo em agosto. Ela estreou na propaganda de TV de Paulo Câmara na segunda-feira 22. No dia seguinte, em outro ato de campanha, os filhos de Campos foram abordados e cercados por estudantes, que pediram autógrafos nos uniformes. A participação da família na campanha em Pernambuco fez com que Câmara, antes posicionado num distante segundo lugar, tomasse a dianteira na corrida eleitoral. Hoje, ele figura à frente de Armando Monteiro. Segundo pesquisa Ibope divulgada na terça-feira 23, o candidato do PSB tem 39%, contra 35% do senador do PTB.

João, no entanto, faz questão de rechaçar o papel de herdeiro. Embora seja o filho mais ligado à política, ele – que é filiado ao PSB – disse em entrevista à ISTOÉ que sua prioridade agora é concluir o curso de engenharia civil na Universidade Federal de Pernambuco. Campanha, garante ele, só durante a noite para não afetar os estudos. Depois que terminar a faculdade, avaliará uma possível candidatura. Caso enverede mesmo pela política, João deseja ter luz própria. “Preciso de uma formação. Quero estudar para que, lá na frente, se for o caso, eu possa construir o meu caminho e não conseguir algo por ser filho de alguém. Tenho que construir o meu próprio caminho”, disse.

Paulo Câmara tem 43% e Armando Monteiro, 34%, aponta Datafolha

sábado, 27 de setembro de 2014

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Pernambuco:
Paulo Câmara (PSB): 43%
Armando Monteiro (PTB): 34%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Brancos e nulos: 8%
Indecisos: 12%

Dilma poderá cortar a aposentadoria das viúvas segundo o site Pco.org

Depois de anunciar que irá aumentar a idade mínima para a aposentadoria, o governo Dilma prepara outro ataque contra a população, principalmente contra as mulheres. Nos próximos dias será aberta uma discussão dentro do governo para estabelecer novas regras para pensões por morte. A proposta do governo pretende englobar tanto o setor público como privado.

A articulação para a aprovação deste ataque aos trabalhadores está sendo feita entre os ministros da Previdência, Garibaldi Alves e da Fazenda, Guido Mantega. Eles pretendem apresentar a mudança por meio de uma lei ordinária, o que necessitaria apenas de uma vitória por maioria simples no Congresso Nacional.

Antes da votação no Congresso, o governo quer um acordo com as Centrais Sindicais. A expectativa é que o apoio da burocracia sindical facilite a aprovação pelos deputados e senadoras.

Segundo informações divulgadas pela imprensa capitalista seriam feitas cinco alterações: impor um período mínimo de contribuição, obrigar o dependente a provar que não pode se manter sozinho, definir limite de tempo para que viúvas jovens recebam algum valor, proibir o acúmulo de pensão e outros benefícios e limitar a liberação de pensões.

Embora as regras ainda não estejam definidas de forma objetiva, podemos ver que o número de pensões por morte será reduzido drasticamente.

Se levarmos em consideração esta mudança, o aumento da idade mínima da aposentadoria e outras medidas que deverão ser anunciadas, chegaremos a conclusão que o governo do PT pretende liquidar com os benefícios da previdência social.

Este ataque é parte do plano de austeridade, que pretende cortar praticamente todos os benefícios sociais e entregar estes recursos para os bancos. O objetivo é salvá-los da crise capitalista entregando o dinheiro da população para as principais instituições do sistema financeiro internacional.

É preciso denunciar mais esta medida neoliberal do governo petista e organizar os trabalhadores contra esta nova versão da reforma da previdência que Dilma Rousseff pretende aprovar em um futuro próximo.

Fonte :
http://www.pco.org.br/nacional/dilma-quer-cortar-a-aposentadoria-das-viuvas/zbap,b.html

Uso do fundo soberano compromete estabilidade econômica, diz Marina

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Um dia após o governo informar que projeta resgatar R$ 3,5 bilhões do chamado Fundo Soberano – uma reserva financeira que serve como uma espécie de "colchão" –, a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, afirmou nesta terça-feira (23) que o uso da poupança do país demonstra que a atual gestão federal está "comprometendo" a estabilidade econômica do país.O governo federal anunciou o saque no fundo para tentar cumprir a meta fiscal de superavit primário, que é a economia feita para pagar juros da dívida pública, fixada neste ano em R$ 99 bilhões para todo o setor público consolidado (governo, estados, municípios e empresas estatais).

“O uso dos recursos soberanos para socorrer as contas públicas do governo é uma demonstração clara de que, de fato, este governo está comprometendo o desenvolvimento econômico do nosso país, a estabilidade econômica do nosso país”, reclamou Marina durante entrevista coletiva em Curitiba.
A presidenciável do PSB cumpriu agenda eleitoral na capital paranaense na manhã desta terça-feira. Ao final da coletiva, Marina conversou com militantes do PSB e simpatizantes de sua campanha em um centro de convenções e eventos da cidade.
Em meio à entrevista, ela acusou o Executivo federal de promover intervenções "preocupantes" no mercado. Na visão de Marina, a postura intervencionista do Palácio do Planalto demonstra que há um problema grave na economia.

“O tempo todo é dito pelo discurso oficial que tudo está bem em uma prática errática de não reconhecer os erros. As intervenções são altamente preocupantes numa demonstração clara de que temos um grave problema. Mais uma vez, foi reajustada para menos a taxa de crescimento do país”, enfatizou.
Fonte : G1

Governo 'afugentou' investimento privado em infraestrutura, diz Aécio

“Foi o  atual governo que afugentou durante dez anos os investimentos privados que seriam parceiros, por exemplo, na nossa infraestrutura. Esse governo demonizou, por dez anos, PPPs, concessões, privatizações, quase que os considerando crimes de lesa-pátria. Perdemos dez anos e esses investimentos, que poderiam ajudar o Brasil a ser mais competitivo”, disse Aécio.

O candidato destacou que o país cresceu mantendo a mesma média dos demais países da América Latina entre 1995 e o início do governo Dilma, mas que passou a sofrer queda na economia nos últimos três anos. “O Brasil fracassou. A atual presidente da República fracassou na gestão da economia, fracassou na gestão do estado, e fracassou na melhoria dos nossos indicadores sociais [ ...]. E por isso não merece mais um mandato”, disse.
Ao ser questionado sobre que medidas tomará para retomar o crescimento do país, Aécio não apresentou propostas concretas, mas voltou a dizer que já definiu quem será seu ministro da Fazenda. Segundo ele anunciou em debate de televisão no último dia 27, a pasta será chefiada pelo economista Armínio Fraga, que presidiu o Banco Central no governo de Fernando Henrique Cardoso.
“Olha, fiz algo ousado: sinalizei quem será o ministro da Fazenda para apontar na direção de política fiscal absolutamente transparente, o oposto do que estamos vivendo. E previsibilidade, sim”, declarou. “Quando você fala de previsibilidade, quero dizer que não farei um governo de improviso, um governo de choque, de planos mirabolantes”, completou.

João Campos diz que Paulo Câmara era o capitão do time de Eduardo

Na Zona da Mata Sul, região que possui uma ligação histórica com as lutas da Frente Popular, o filho mais velho do ex-governador Eduardo Campos, João Campos, falou sobre a escolha de seu pai, que apontou Paulo Câmara (PSB) como o indicado para sucedê-lo no Governo Estadual. "No time do qual ele (Eduardo) era técnico, só tinha craque. Mas havia um capitão que assumia a responsabilidade em  campo e resolvia, quando o jogo ficava difícil. Esse jogador vocês todos conhecem. É Paulo Câmara", comparou.  O jovem de 20 anos fez, nesta segunda-feira (22),  em Barreiros, seu primeiro discurso ao lado do candidato ao Governo e seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado).
"Meu pai não deixou uma herança. Pois esta, quando dividida, pode se acabar. Ele deixou um legado, que,  quanto mais o dividirmos, mais crescerá,  espalhando-se pelo Brasil todo", afirmou João, ressaltando a alegria de estar em uma região que foi tão importante para Eduardo e para o bisavô, Miguel Arraes.
Agradecendo as palavras de João, Paulo destacou a grande caminhada com a qual foi recebido,  em Barreiros. "Temos a alegria de ver em manifestações como esta que estamos no caminho certo. Nossa campanha é feita olhando nos olhos do povo, ouvindo as pessoas e construindo nossas propostas sobre as necessidades que Pernambuco ainda tem", disse o socialista.
Paulo lembrou que faltam 13 dias para a eleição. "No dia 5 de outubro, Pernambuco vai escolher se quer continuar as transformações que vêm acontecendo há quase oito anos, ou se quer dar um passo atrás", analisou o socialista.
GAMELEIRA - Antes de Barreiros, Paulo Câmara e a comitiva da Frente Popular visitaram o município de Gameleira, também na Mata Sul. Junto com Fernando Bezerra Coelho, o socialista liderou uma movimentada caminhada pelas principais vias da cidade. Ao final,  os candidatos participaram de um comício promovido pelo Major Ramos, principal liderança do PSB municipal.

Vaquejada de Surubim: público lota Avenida Oscar Loureiro

Como acontece há 13 anos, milhares de pessoas lotaram a Avenida Oscar Loureiro no último sábado (20), para participar da Festa da Cabaceira, que acontece durante a Vaquejada.  

A Secretaria de Turismo e Cultura do município organizou o evento em parceria com o Ministério Público Estadual (MPPE),através das Promotorias de Justiça de Surubim e a Polícia Militar de Pernambuco (PMPE).

A Prefeitura foi responsável pela interdição da rua, instalação de banheiros químicos, cadastramento de vendedores ambulantes, organização de barracas, troca de vasilhames de vidro por recipientes de plásticos, disciplinamento dos reboques de som, além de outras medidas como a contratação de seguranças e decoração.

A festa também recebeu o apoio da Polícia Civil, do Conselho Tutelar e da Secretaria Municipal de Defesa Social.

Lula tem plano “b” contra Marina

domingo, 21 de setembro de 2014

O brasileiro precisa está atento para o que vai acontecer a partir de janeiro de 2015 caso o PT seja derrotado nas eleições deste ano. Com o estado aparelhado, os petistas em represália vão tentar desestabilizar o país porque ainda são o partido mais organizado. Comanda as centrais de trabalhadores e milhares de sindicatos, portanto, têm como liderar greves e incentivar à massa a ir às ruas contra o novo governo. Os petistas não vão dar trégua porque, ressentidos com a derrota, tentarão de todas as formas inviabilizar o sucessor. Além disso, resistirão a abandonar os cargos para não perder os salários milionários sem antes boicotar o serviço público e  paralisar as atividades afins do estado.

É assim que opera o PT. E foi assim que a cúpula do partido agiu nos primeiros anos do governo Collor, quando estimulou a paralisação da máquina estatal,  criou CPIs, quebrou o sigilo fiscal de autoridades do governo, fabricou escândalos e levou às ruas milhares de jovens (os caras pintadas) para derrubar  o primeiro presidente eleito pelo voto direto depois da ditadura.  O PT  não se contentou com a derrota do Lula e organizou suas bases (sindicatos e centrais) para confrontar o novo governo. Criou núcleos de espionagem dentro dos órgãos federais infestados de seus militantes e simpatizantes e em pouco tempo derrubou o Collor, que já estava na corda bamba pelo governo medíocre que fazia com denúncias de corrupção pipocando por todos os lados.

Na oposição a partir de janeiro, caso a Dilma não se reeleja, os petistas vão infernizar a vida de quem assumir o governo. Quatorze anos administrando a máquina pública, eles aparelharam o estado e agora conhecem como funciona a estrutura por dentro. Para desalojá-los do poder, o presidente eleito certamente gastará boa parte do mandato na assepsia das estatais onde os petistas estão infiltrados independente da qualificação profissional.

Lula está acompanhando com lupa a campanha da Dilma. Anunciou inclusive que estará na linha de frente dos trabalhos da reeleição da sua presidente. Acontece, porém, que ele hoje já tem dúvidas quanto ao êxito do sucesso dela e analisa prognósticos desfavoráveis a sua candidata. Por isso começou a trabalhar com outro cenário político: aumentar as bancadas petistas na Câmara e no Senado Federal.

A estratégia consiste em dominar o Congresso Nacional no caso do PT não conseguir reeleger a Dilma. Perde-se, portanto, o governo, mas em compensação ganha-se o  parlamento submetendo o novo presidente às ordens petistas, leia-se lulista. Nos estados onde o PT não desponta como favorito ao governo, Lula tem estimulado uma aliança independente de ideologia para aumentar o número de parlamentares, o que permitiria o partido ter maioria no Senado e na Câmara e indicar os presidentes.

É assim que o ex-presidente quer permanecer soberano na política. Lula sabe que a Dilma estaria definitivamente fora da política se perder a reeleição porque não teria condição de se eleger nem a síndico de prédio.  A dificuldade dela de se manter na política deve-se a sua falta de base eleitoral em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul os dois estados que abraçou para viver. Lula sabe também por experiência própria que num regime presidencialista como o nosso, manter a presidência das duas Casas é dominar o destino político do país como fazem alguns partidos, a exemplo do PMDB de Sarney, de  Renan e Michel que mantêm o Executivo sob seu jugo.

Não à toa, Lula não demonstra nenhum apetite para ocupar o lugar da Dilma. Conhece como  ninguém a incompetência da sua presidente para administrar o país e do fracasso que ronda o setor econômico em 2014. Assim, previne-se ao entregar os anéis para preservar os dedos: quer a Câmara e o Senado  para transformar o Executivo refém do seu partido, no caso de uma reeleição frustrada da Dilma.

Saúde pública é o maior problema do governo Dilma, diz Mosconi

O presidente da Comissão de Saúde da ALMG, deputado Carlos Mosconi (PSDB), disse nessa quarta-feira (22) que os serviços de saúde no Brasil continuam sendo o maior problema do país. A afirmação foi feita um dia depois da divulgação da Pesquisa CNI/Ibope que avaliou o governo Dilma e seus principais desafios.

Na visão dos 2.002 brasileiros ouvidos, 67% desaprovaram a gestão na saúde. Na última pesquisa em dezembro, o setor também foi considerado o pior problema do governo federal.

“A presidente assiste passivamente a decadência do serviço de saúde público no Brasil. A população reclama sobre a situação com as autoridades municipais e estaduais. Já a União, detentora de 70% da carga tributária, cruza os braços e investe pouco na área”, afirmou Mosconi.

A insatisfação também é confirmada pelo Relatório de Desenvolvimento Humano de 2013, elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU), anunciado no dia 14/3. Entre 126 países analisados pela satisfação do sistema de saúde, o Brasil ficou na 108ª posição, com 44%.


“Nenhum país da América Latina teve índice de satisfação da saúde tão baixo quanto o Brasil. A exceção é só o Haiti (35%). Países como Bolívia (59%), México (69%), Venezuela (75%) e Uruguai (77%), consideraram os próprios serviços de saúde melhores do que a população brasileira”, ressaltou o presidente da Comissão de Saúde.


O país perdeu em satisfação até para países como o Afeganistão (46%), Serra Leoa (46%), Camarões (54%) e Senegal (57%). A média mundial também ultrapassou a brasileira: 61%. Em relação a população da América Latina, 57% demonstrou aprovar o serviço.


Texto: Janaina Massote - Assessora de Imprensa do dep. Carlos Mosconi (PSDB) - Gabinete Parlamentar em Belo Horizonte

Aécio ataca tentativa do PT de se apoderar de empresas públicas

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, afirmou, neste sábado (20/09), que o PT considera as empresas públicas patrimônio do partido. Aécio lembrou os casos de corrupção envolvendo a Petrobras, os erros cometidos pelo IBGE e o caso de abuso político envolvendo os Correios. 

“Essa visão patrimonialista do PT de considerar que as empresas públicas são seu patrimônio precisa ter um fim”, afirmou Aécio durante entrevista em Ipatinga (MG), onde fez a primeira de três carreatas na região do Vale do Aço. Acompanhado do candidato a governador Pimenta da Veiga e do candidato ao Senado Antonio Anastasia, Aécio também fez carreatas em Coronel Fabriciano e Timóteo. 

Aécio cobrou o aprofundamento das investigações na Petrobras para que seja esclarecido o tamanho dos desvios que atingiram a maior empresa do Brasil, envolvendo um ministro do governo Dilma, governadores, senadores e deputados aliados da presidente. 

“É preciso que as investigações se aprofundem porque o que fizeram com a nossa maior empresa pública é um crime de lesa-pátria. Não tem mais essa história de mal feito. É crime e crime tem que ser punido. Todos aqueles responsáveis pela condução, pela direção, pela governança da maior empresa pública têm sua parcela de responsabilidade”, afirmou o candidato. 

Reportagem da Folha de S.Paulo revela que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou que havia irregularidades em mais duas diretorias da estatal: Serviços e Internacional entre 2004 e 2012. A diretoria de Serviços era comandada por Renato Duque, indicado pelo PT e próximo ao tesoureiro do partido, João Vaccari Neto. A revista Veja afirma que Duque foi indicado pelo ex-ministro José Dirceu e, nas diretorias indicadas pelos petistas, o dinheiro da propina era arrecadado por Vaccari. A área internacional era comandada por Nestor Cerveró, que tinha apoio do PT e do PMDB.

Avaliação do governo Dilma é a pior desde FHC, diz Ibope

Brasília - A percepção da população a respeito do governo Dilma Rousseff só supera os índices verificados no segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Esses resultados podem ser observados nos resultados da pesquisa CNI/Ibope sobre avaliação de governo, avaliação da maneira de governar e confiança nos presidentes eleitos desde 1994.
Na pesquisa divulgada hoje, a avaliação positiva do governo da presidente Dilma Rousseff atingiu 31%. Em junho de 2002, no segundo mandato de FHC, o porcentual era de 29%. Em julho de 1998, no primeiro mandato de FHC, o índice era de 32%. No segundo mandato de Lula, em junho de 2010, a avaliação positiva era de 75%, e em junho de 2006, no primeiro mandato, era de 44%.

Segundo a CNI/Ibope, 44% dos consultados aprovam a maneira de governo da presidente Dilma. Esse índice também só supera o verificado no segundo mandato de FHC, que era de 43% em junho de 2002. No primeiro mandato de FHC, a aprovação na maneira de governar era de 51%. Na mesma época do ano, Lula tinha 85% no primeiro mandato e 60% no segundo mandato.

A confiança na presidente Dilma atingiu 41% na pesquisa divulgada hoje. Em junho de 2002, FHC tinha 39%. Em seu primeiro mandato, em julho de 1998, FHC tinha 50%. Lula tinha 81% em junho de 2010 e 56% em junho de 2006.

Segundo o gerente de Pesquisa e Competitividade da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Renato Fonseca, indicadores de avaliação de governo e confiança no presidente são muito influenciados pela situação econômica pela qual o País passa. Fonseca mencionou que o fim do segundo mandato de FHC foi marcado pelo aumento da inflação, a exemplo do que ocorre neste momento no governo Dilma.

Moradores de Surubim protestam contra fim da Festa da Cabaceira

sábado, 20 de setembro de 2014


Moradores de Surubim, no Agreste do Estado, vão realizar uma mobilização neste domingo (21) contra a proibição da tradicional Festa da Cabaceira, que acontece simultaneamente à Vaquejada da cidade. Em protesto, os manifestantes vão sentar nas calçadas da Avenida Oscar Loureiro, onde a festa era realizada. Este ano, a festa só vai acontecer no sábado, e, a partir de 2015, não vai mais ser promovida. A decisão foi feita pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em parceria com a Prefeitura da cidade e a Polícia Militar (PM), porque o evento atraía muitas pessoas para a rua e gerava problemas no trânsito.

A festa acontece há cerca de 12 anos no fim de semana da Vaquejada, com o ponto alto ocorrendo aos domingos. A decisão de acabar com a tradição não foi bem aceita pelos moradores de Surubim. O comerciante Adriano Brito, 42 anos, participou da organização do evento em edições passadas e afirma que o evento não trazia problemas. "O pessoal que ia para a Cabaceira ficava na rua esperando o início dos shows da Vaquejada. A polícia disse que o contingente não é suficiente para cobrir os dois eventos, mas sempre deu pra conciliar", relata.

No início do mês de setembro, o MPPE, a Prefeitura da cidade e a Polícia Militar assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta, que proíbe o evento. O subcomandante do 22º batalhão da PM, Edvaldo Francisco de Oliveira, relata que era difícil monitorar a Festa da Cabaceira e a Vaquejada ao mesmo tempo. "A festa cresceu muito, passou a atrair muita gente, e como acontecia ao mesmo tempo que a Vaquejada, exigia muito da polícia. Além disso,atrapalhava a mobilidade porque acontecia na avenida principal de Surubim".

A perturbação da ordem pública também foi um dos motivos que levaram o festejo ao fim. O promotor Garibaldi Cavalcanti afirma que muitas pessoas que moram na Avenida Oscar Loureiro encaminharam um abaixo-assinado para o MPPE contra a realização do evento. "Os moradores reclamaram do barulho e de outros problemas causados pelo grande número de pessoas na rua. Para tomar a decisão, também levamos em consideração os problemas no trânsito de Surubim. Mas é importante lembrar que a Festa da Cabaceira pode ser realizada se encontrarem um local mais adequado para ela".

Com informações Jornal do Commércio 

Alinne Rosa e Magníficos são atrações de festa em Santa Cruz do Capibaribe

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

De 25 a 29 deste mês, será realizada em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, a tradicional Festa de Setembro. Neste ano, o evento contará com apresentações de artistas locais, regionais e nacionais. Nesta quarta-feira (17), foram divulgadas algumas das atrações da festividade.
De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, “estão confirmados os shows das bandas Magníficos, Amigos Sertanejos, Dominus e da cantora Alinne Rosa”. As apresentações ocorrerão em um palco que será montado na Avenida Padre Zuzinha, no Centro da cidade. Ainda de acordo com a assessoria, a programação completa deve ser divulgada até o fim da semana. 

Fonte :G1

Em Pernambuco, Ibope aponta: Marina, 40%, Dilma, 36%, e Aécio, 3%

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

No levantamento, Pastor Everaldo (PSC) aparece com 1%. Brancos e nulos somam 7%, e outros 12% não sabem ou não responderam. Eduardo Jorge (PV), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL), Mauro Iasi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado) apenas no estado de Pernambuco:

Marina Silva (PSB) - 40% das intenções de voto
Dilma Rousseff (PT) – 36%
Aécio Neves (PSDB) – 3%
Pastor Everaldo (PSC) – 1%
Brancos e nulos - 7%
Não sabe ou não respondeu - 12%

Realizada entre os dias 12 e 15 de setembro, a pesquisa contou com 2.002 entrevistas em 82 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00025/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00652/2014.

Fonte :G1


Em PE, Paulo Câmara tem 38% e Armando Monteiro, 32%, diz Ibope

Paulo Câmara (PSB): 38%
Armando Monteiro (PTB): 32%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Brancos e nulos: 11%
Não souberam responder: 16%

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em agosto, Armando Monteiro aparecia com 38% e Paulo Câmara, com 29%. Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a terceira do Ibope após o registro das candidaturas.

Fonte :G1

Homem morre em capotamento na PE-90 em Santa Maria do Cambucá

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Um homem de 39 anos morreu em um acidente na madrugada desta segunda-feira (15) na PE-90 em Santa Maria do Cambucá, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima teria perdido o controle do veículo que estava e o automóvel capotou.
Ainda segundo a PM, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local, mas o homem já estava morto. A polícia não soube informar se havia outras pessoas no veículo.

Revista 'Forbes' lista cinco motivos para o Brasil não reeleger Dilma

domingo, 14 de setembro de 2014

A revista americana Forbes divulgou em seu site uma lista com cinco razões pelas quais acredita que os eleitores brasileiros não deveriam reeleger a presidente-candidata Dilma Rousseff (PT). Em texto que elenca os avanços econômicos e sociais no Brasil ao longo dos últimos vinte anos – transformações que tiveram início, lembra a revista, no governo de Fernando Henrique Cardozo –, a Forbes afirma: sob o comando de Dilma, o país passou da expansão para a melancolia.

2º MOTIVO

A maior empresa estatal do país é seriamente prejudicada

A Petrobras está sob investigação por abrigar "dentro de suas paredes" um esquema de corrupção multimilionário, lembra o colunista. “As finanças da Petrobras sob administração petista não são nada menos do que desapontadoras”, diz o texto. A estatal está sendo usada pelo governo como uma forma de conter a inflação do país, segurando os preços dos combustíveis, o que causou um rombo de 20 milhões de reais à empresa em 2013. Segundo a revista, a ironia neste caso é que a 'úncia solução lógica' para o problema da Petrobras veio de sugestão do nanico Pastor Everaldo: "privatizar a estatal".

3º MOTIVO

A estratégia de manter a inflação em alta para manter empregos é questionável

Para inflação e baixo desemprego conviverem bem – como é o desejo de Dilma Rousseff -, é necessário que a economia apresente crescimento. No entanto, não é o que está ocorrendo no Brasil. A Forbes afirma que a piora da inflação se deve ao aumento dos salários e da diminuição dos lucros de empresas. Dilma entende que a solução seria aumentar as taxas de juros, enrijecer a política fiscal brasileira e permitir que os preços se ajustem. No entanto, essas medidas afetam diretamente o consumo no país, que representa 63% da economia brasileira. A revista afirmou que para uma governante populista, é como um remédio caro que, mesmo que o paciente precise comprá-lo, não terá condições de acesso.

4º MOTIVO

Dívida Pública cresce. E o governo poupa menos

“O orçamento federal está constantemente em déficit, e Dilma se comprometeu a cumprir uma meta de superávit primário de 1,9% do PIB neste ano e 2% no próximo ano”, diz Antunes. Os gargalos do sistema brasileiro causam ineficiência e corrupção - e são responsáveis por um sistema de impostos bizantino.

5º MOTIVO

Dilma não promoveu as mudanças para tornar a vida dos mais pobres melhor

O PT, partido que declarou o objetivo de defender os pobres e socialmente excluídos, não promoveu durante o governo Dilma a melhora na condição de vida dessa parcela da população que prometeu. Segundo o colunista, uma das razões é o retorno da inflação, que tem assustado brasileiros desde a década de 1970. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2012, a desiqualdade de renda melhorou de 2002 até a década seguinte. No entanto, essa melhora empacou há dois anos. Ao mesmo tempo, a receita arrecadada pelos ricos cresceu 50%. Isso significa que o governo Dilma quebrou um padrão de dez anos de progresso na distribuição de renda. Em outra questão, Forbes cita que o número de analfabetos também cresceu pela primeira vez em quinze anos, durante o governo de Dilma – tanto a presidente quanto Lula haviam prometido erradicar o analfabetismo do país.

Denny Oliveira cumprirá pena de sete anos em semiaberto, diz TJPE

sábado, 13 de setembro de 2014

O ex-apresentador de TV Denny Oliveira, 48 anos, foi condenado, sem direito a recurso, à pena de sete anos de prisão em regime semiaberto. A informação é da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e contradiz o que foi anunciado pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (12), em coletiva de imprensa. De acordo com a PC, a pena seria de 15 anos de reclusão em regime fechado.
Segundo o TJPE, inicialmente, o processo envolvendo denúncias apresentadas em 2006 pelo crime de atentado violento ao pudor com presunção de violência estabeleceu a condenação de 15 anos de prisão, no primeiro julgamento em 2010. Porém o ex-apresentador recorreu da decisão e, durante o andamento dos recursos, a pena foi reduzida para sete anos em regime semiaberto. 

Denny Oliveira foi absolvido da acusação contra uma das vítimas por falta de provas. Familiares de outras duas adolescentes perderam o prazo para apresentar queixa e, por isso, as denúncias prescreveram. Apenas na denúncia de atentado violento ao pudor contra uma menor houve condenação. Como a defesa do ex-apresentador já recorreu em segunda instância ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ), a decisão não cabe mais recurso.
Se o crime tivesse ocorrido após a mudança na legislação no ano 2009, quando atentado violento ao pudor passou a ser considerado estupro, provavelmente Denny Oliveira não teria a sua pena abrandada para o semiaberto - apesar da denúncia ser de 2006, na coletiva de imprensa desta manhã, a Polícia Civil chegou a afirmar que o crime era de estupro, com consumação de relação sexual. 

Renata Campos homenageia Eduardo pelo facebook

Dudu, lembra do nosso último dia dos namorados? Você me presenteou com esses versos: "As pessoas não se precisam, elas se completam. Não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida". Parece que Mário Quintana sabia direitinho tudo que vivemos desde que começamos nossa vida juntos, eu com 13 anos e você, 15.

Há um mês, nossos filhos perderam um maravilhoso pai e eu, o melhor marido. Perdemos seu sorriso generoso, seu abraço carinhoso, a alegria da sua presença. Mas o Brasil ganhou um exemplo.

De todos os lugares, vieram orações, mensagens de apoio, manifestações de respeito e admiração. Somos gratos por todas. Foi do amor, da solidariedade e da fé que extraímos força para viver esse momento.

O Brasil lhe descobriu e chorou conosco sua perda. E está sendo belo, Dudu, ver que você se tornou aquilo que acreditava. Você se transformou em seus ideais. Sua vontade de melhorar a vida das pessoas, sua luta e sua resistência se transformaram em coragem pra mudar. O homem se tornou ideia. E, como diz aquela frase de Victor Hugo que você tanto gostava "não há nada mais poderoso do que uma ideia cujo tempo chegou".

Pode ficar tranquilo. Sua bandeira é agora a bandeira de todos os brasileiros. Seu amor e sua dedicação são nossa maior herança. Não, não vamos desistir do Brasil sob hipótese alguma.

Com muito amor e saudade,

Renata, Maria Eduarda, João, Pedro, Zé e Miguel.

Assessor de senador do PT é detido com R$ 180 mil em dinheiro. Ninguém sabia de nada.

Segundo o delegado de Barreiras, Francisco de Sá, José Martinho Ferreira de Araújo, motorista lotado no gabinete do petista, afirmou que o dono era seu e negou qualquer ligação dos R$ 180 mil com o senador.

A Polícia Rodoviária Federal na BR-242, deteve o suspeito por volta das 11h30. O dinheiro estava escondido embaixo do banco traseiro do Pálio que pertence ao motorista.

Araújo disse à polícia que estava se dirigindo para a cidade de São Miguel do Fidalgo (PI), onde compraria “uma propriedade rural, bodes e cabras”.

Ele porém não soube explicar, a origem do dinheiro, segundo o delegado. Ele foi liberado após ter sido ouvido. A quantia ficou retida na polícia e será encaminhada à Justiça Federal. Como o carro, segundo a polícia, não tinha nenhuma irregularidade, também foi liberado.

Em nota, Wellington Dias afirma que “não tem qualquer relação com o fato” e que o motorista estava em férias, em viagem pessoal, sem ligação com o Senado. Segundo o petista, Araújo disse à polícia “ter como comprovar a origem do dinheiro, já que a mulher dele é comerciante”.

“A quantia seria usada para comprar uma fazenda no Piauí, onde o sr. José Martinho cria gado com o pai”, afirma trecho da nota.

José Araújo ocupa o cargo comissionado de motorista no gabinete do senador petista desde 8 de fevereiro de 2011. Ele recebeu em agosto R$ 4.469,89 de salário mais auxílios, segundo informações do Portal Transparência do Senado.

No momento em que foi parado pela polícia, o veículo levava Araújo e outra pessoa, Paulo Fernando de Sousa, que dirigia o Pálio. Ele portava uma carteira de habilitação falsa, que afirmou ter comprado por R$ 1.000 em Águas Lindas (GO), segundo o delegado. Ele deve ser indiciado sob suspeita de portar documento falso.

Leia a íntegra da nota do senador:

“O senador Wellington Dias (PT-PI) esclarece que não tem qualquer relação com o fato ocorrido no município de Barreiras, na Bahia, envolvendo o senhor José Martinho Ferreira de Araújo, servidor do Senado Federal, que, no momento do fato noticiado, se encontra de férias das suas funções, estando, portanto, em viagem pessoal sem qualquer ligação com a atividade do Senado ou do próprio senador. O carro usado não pertence ao senador ou ao Senado. O senhor José Martinho, em depoimento prestado à polícia, disse ter como comprovar a origem do dinheiro, já que a mulher dele é comerciante. A quantia seria usada para comprar uma fazenda no Piauí, onde o sr. José Martinho cria gado com o pai. Para esclarecer melhor o assunto, os advogados do senador estudam pedir um ‘direito de resposta’ aos veículos de comunicação, de forma a não restar dúvidas sobre o ocorrido.”

Fonte: Folha

Conheça os nomes dos Políticos que votaram a favor do fim do 13º Salário

sexta-feira, 12 de setembro de 2014



INOCÊNCIO OLIVEIRA – PFL
JOEL DE HOLLANDA – PFL
JOSÉ MENDONÇA BEZERRA – PFL
OSVALDO COELHO – PFL
ARMANDO MONTEIRO – PMDB
SALATIEL CARVALHO – PMDB
PEDRO CORRÊA – PPB
RICARDO FIÚZA – PPB
SEVERINO CAVALCANTE – PPB
CLEMENTINO COELHO – PPS
CARLOS BATATA – PSDB
JOÃO COLAÇO – PSDB
JOSÉ MÚCIO MONTEIRO – PSDB

Atentados contra Torres Gémeas completam hoje treze anos

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Os atentados, uma série de  ataques suicidas contra os  Estados Unidos, foram coordenados pela organização fundamentalista islâmica al-Qaeda, na manhã de 11 de Setembro de 2001.

Nesse dia, dezenove  terroristas haviam roubado quatro aviões comerciais de passageiros. Os sequestradores colidiram intencionalmente dois dos aviões contra as Torres Gémeas do complexo empresarial do World Trade Center, na cidade de Nova  Iorque, matando todos a bordo e muitas das pessoas que trabalhavam nos edifícios. Ambos os prédios desmoronaram duas horas após os impactos, destruindo edifícios vizinhos e causando vários outros danos.

O terceiro avião de passageiros colidiu contra o Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, no Condado de Arlington,  Vírginia, nos arredores de Washington, D.C.

O quarto avião caiu  em um campo aberto próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns dos seus passageiros e tripulantes terem tentado retomar o controle da aeronave dos sequestradores, que a tinham reencaminhado na direcção da capital norte-americana. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

Estima-se que mais de três mil pessoas morreram durante os ataques, incluindo os 227 civis e os 19 sequestradores a bordo dos aviões. A maioria das vítimas eram civis, incluindo cidadãos de mais de 70 países.

Entretanto, os Estados Unidos  responderam aos ataques com o lançamento da  guerra ao terror: o país invadiu o Afeganistão  para derrubar o Taliban, que abrigou os terroristas da al-Qaeda.

Os Estados Unidos também aprovaram a lei USA PATRIOT. Muitos outros países também reforçaram a sua legislação anti-terrorista e ampliaram os poderes de aplicação da lei.

Algumas bolsas de valores norte-americanas ficaram fechadas no resto da semana seguinte ao ataque e registaram enormes prejuízos ao reabrir, especialmente nas indústrias aérea e de seguro.

O desaparecimento de biliões de dólares em escritórios destruídos causaram sérios danos à economia de Lower Manhattan, em Nova Iorque.

Os danos no Pentágono foram reparados em um ano, e o Memorial do Pentágono foi construído ao lado do prédio. O processo de reconstrução foi iniciado no local de World Trade Center.

Em 2006, uma nova torre de escritórios foi concluída no local, o World Trade Center 7. A torre One World Trade Center está em construção no local e, com 541 metros de altura após sua conclusão, será um dos arranha-céus mais altos da América do Norte.

Mais três edifícios estão previstos para serem construídos no local das antigas Torres Gémeas, além de um memorial às vítimas dos ataques já concluído. O Memorial Nacional do Voo 93 começou a ser construído a 8 de Novembro de 2009 e a primeira fase de construção foi concluída no 10º aniversário dos atentados de 11 de Setembro, em 2011.

Em Agosto último, dois membros da Câmara dos Representantes norte-americana deram início a uma campanha para relançar o processo iniciado em Dezembro, que passa por forçar a administração Obama a tornar público o relatório de 28 páginas produzido por um comité do Congresso em 2002 por ordem do então presidente George W. Bush.

Walter Jones, republicano da câmara baixa do Congresso, e Stephen Lynch, democrata, querem que o actual presidente dos EUA, Barak Obama, cumpra a promessa feita em Março de 2014 de retirar ao documento a classificação “top secret”, para que seja publicado e analisado e assim se perceberem alegações como as do envolvimento da Arábia Saudita.

Jones e Lynch prometeram para hoje, quinta-feira, uma conferência de imprensa com familiares das vítimas dos ataques da Al-Qaeda em Nova Iorque e Washington, para elevarem a importância da Resolução 428, um documento de duas páginas que introduziram no Congresso no final de 2013 para exigir a divulgação do relatório Bush.

Quarta-feira,  em vésperas de se assinalarem os 13 anos dos atentados que alteraram profundamente a geoestratégia mundial e que dizem vários analistas, abriram caminho à criação do  Estado Islâmico (EI), foi revelado que o antigo ministro do Interior do Egipto avisou “antecipadamente” os EUA de um “ataque em grande escala” a ser planeado pela Al-Qaeda em solo americano.

No seu julgamento por crimes cometidos enquanto funcionário do governo do ex-presidente  Hosni Mubarak, deposto em 2011, Habib al-Adly, então ministro do interior, declarou que “avisou repetidamente” a administração Bush, mas as mensagens foram ignoradas.

Paulo Câmara agora tem 39% e Armando Monteiro, 33%, aponta Datafolha

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (10) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo de Pernambuco:

Paulo Câmara (PSB): 39%
Armando Monteiro (PTB): 33%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 0%
Jair Pedro (PSTU): 0%
Brancos e nulos: 9%
Não souberam responder: 16%

Considerando a margem de erro de três pontos percentuais, os dois candidatos estão empatados no limite da margem de erro com maior possibilidade de Paulo Câmara estar à frente de Armando Monteiro. O candidato do PSB pode ter entre 36% e 42% e o do PTB pode ter entre 30% e 36%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo. No levantamento anterior, realizado pelo instituto nos dias 2 e 3 de setembro, Paulo e Armando tinham 36% das intenções de voto.

Realizada entre os dias 8 e 9 de setembro, a pesquisa contou com entrevistas de 1.211 entrevistas em 43 municípios. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00023/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00584/2014.

Segundo turno

O Datafolha fez uma simulação de segundo turno entre Paulo Câmara e Armando Monteiro. Os resultados são os seguintes:

Paulo Câmara (PSB): 43%
Armando Monteiro (PTB): 37%
Brancos e nulos: 10%
Indecisos: 11%

Rejeição

O Datafolha também apontou a rejeição dos candidatos. A maior rejeição é de Pantaleão, que tem 33%. Na sequência aparecem Zé Gomes (30%), Jair Pedro (26%), Miguel Anacleto (24%), Armando Monteiro (20%) e Paulo Câmara (14%).

Confira o roteiro do Desfile de Emancipação Política de Surubims

A Secretaria de Educação divulgou hoje, o roteiro do Desfile de 86 anos de Emancipação Política de Surubim. O evento será realizado nesta quinta-feira (11), feriado municipal, com a concentração tendo início a partir das 15h.

No documento, o leitor pode visualizar a sequência de apresentação de cada uma das instituições que vão participar do desfile.
Confira toda a programação no link http://www.surubim.pe.gov.br/uploads/galerias/dd1a1b3996deab23e2fd557a9925c2ff/pdf_roteirododesfilecuavico2014.pdf


Parabéns Surubim por 86 anos de Emancipação Política

Surubim é um município brasileiro do estado de Pernambuco, conhecido como a Capital da Vaquejada. Administrativamente, o município é formado pelos distritos sede e Chéus.
O município originou-se de uma fazenda de gado, pertencente a Lourenço Ramos da Costa. Em 1864, ele construiu um oratório dedicado a São José, onde o padre português Antônio Alves da Silva celebrava as missas dominicais. No entorno do oratório surgiram as primeiras casas. Em 1870, o oratório foi substituído por uma capela. Em 6 de junho de 1881, a lei provincial nº 1565 criou a freguesia de São José de Surubim, instalada em 1885 e regida canonicamente pelo padre José Francisco Borges.

A cidade tem este nome em homenagem ao boi Surubim que foi atacado e devorado por uma onça nas terras do fazendeiro Lourenço Ramos onde hoje se encontra o atual município.

Foi emancipado, através da lei estadual nº 1.931, de 11 de setembro de 1928; se desmembrando do Município de Bom Jardim (Pernambuco) .

Surubim também é conhecido pelos seus ilustres filhos: Abelardo Barbosa (Chacrinha, o velho guerreiro)um grande comunicador de rádio e o maior nome da televisão brasileira, e Lourenço da Fonseca Barbosa (Capiba),um dos maiores compositores de frevo de Pernambuco.Surubim está inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Capibaribe e tem como principais tributários os rios Capibaribe e Caiai, além dos riachos do Brás, Maracajá, Pocoró, do Tanque Doce, Taepe e do Manso, todos de regime intermitente. O principal corpo de acumulação é a Represa de Jucazinho (327.035.818 m³).
O relevo de Surubim está inserido nas Áreas Desgastadas da Província Borborema, unidade formada por maciços altos e outeiros, com altitudes variando de 650 a 1.000 m, ou seja, superfícies onduladas com relevos residuais altos. O relevo é geralmente movimentado, com vales profundos e estreitos. A altitude média de Surubim é de 394m.

Valeu Surubim, Capital da Vaquejada

Desde o final do mês passado, que as ruas de Surubim vêm sendo ornamentadas para o aniversário de 86 anos de emancipação política e a realização da festa mais tradicional do município, a Vaquejada.

No Trevo Rodoviário, a Prefeitura reconstruiu a estátua que representa uma onça devorando o Boi Surubim. A escultura faz referência ao surgimento do nome da cidade e havia sido destruída duas vezes. Agora, as imagens voltaram ao lugar de origem. Ainda no Trevo Rodoviário, já está hasteada a bandeira municipal.

Como acontece nos principais eventos de Surubim, o portal na entrada da cidade e os canteiros centrais da Rua Oscar Loureiro, receberam adornos alusivos à Vaquejada.

Na Rua João Batista, no Centro, foi montado um palco para receber as autoridades que vão assistir ao desfile cívico que será realizado nesta quinta-feira, a partir da 16h com a participação de 22 instituições, entre elas, escolas das redes pública e privada de ensino, Rotary Club, Igrejas e Exército. Este ano, o desfile terá como tema “A evolução do homem ao longo de sua existência”.

A concentração do evento acontecerá na Rua Oscar Loureiro, de onde os participantes sairão seguindo pela Avenida Agamenon Magalhães, ruas 7 de Setembro, Monsenhor Luiz Ferreira, Paulo Afonso e João Batista. O encerramento está previsto para às 23h. A expectativa da Prefeitura, é que cerca de 20 mil pessoas assistam ao desfile.

Quatro pessoas morrem em acidente na BR-104 em Taquaritinga do Norte

domingo, 7 de setembro de 2014

Quatro pessoas morreram e seis ficaram feridas em um acidente que aconteceu na madrugada deste domingo (7) no quilômetro 25 da BR-104, no Distrito de Vila do Socorro em Taquaritinga do Norte, Agreste de Pernambuco. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista de um carro de passeio seguia no sentido de Pão de Açúcar, quando perdeu o controle em uma curva e bateu de frente com um veículo de transporte alternativo.

Ainda de acordo com a PRF, há indícios de que o motorista do carro de passeio tenha consumido bebida alcoólica e de que dirigia em alta velocidade, uma vez que o velocímetro travou em 130 quilômetros por hora e havia vasilhames de bebida dentro do automóvel. A polícia disse ainda que, segundo testemunhas, o grupo de amigos estaria em uma festa em Santa Cruz do Capibaribe, teria deixado um quinto colega na cidade de Toritama e seguiam para outra festa em Jataúba, todas cidades da região Agreste.

Morreram dois homens de 24 e outro de 19 anos, que estavam no carro de passeio. Também morreu um passageiro de 32 anos, que estava no veículo atingido. Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru e os f
eridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu) e levados para hospitais de Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Toritama e Caruaru.
Fonte G1

Jovem morre em acidente de moto na zona rural de Toritama

Um jovem morreu durante a madrugada deste domingo (07) em um acidente de moto na zona rural do município de Toritama no Agreste do Estado.
 Segundo informações, o jovem Rodrigo Lima da Silva, de 20 anos de idade, residente na Rua Paraná no Centro da Capital do Jeans, conduzia uma motocicleta Honda Biz-125c de cor vermelha e placa não informada, quando perdeu o controle do veículo em uma estrada que dá acesso ao Sítio Mateus Vieira (Taquaritinga do Norte) e acabou caído de uma ribanceira falecendo no local devido à gravidade dos ferimentos.
 O corpo de Rodrigo foi encaminhado para o IML da cidade de Caruaru logo após a Polícia Civil ter realizado o levantamento cadavérico.
Do: Blog Agreste Notícia

Políticos citados no esquema de desvio da Petrobrás em depoimento têm algo em comum: todos negam

Políticos citados por Paulo Roberto Costa como beneficiados de um esquema bilionário de desvio de dinheiro e pagamento de propina, negaram neste sábado a participação no escândalo. Enquanto a ex-senadora Marina Silva (PSB) e a presidente Dilma Rousseff (PT), candidatas na corrida presidencial, classificaram como “ilações” e “especulações” os dados fornecidos à justiça pelo delator, o vice-presidente da República, Michel Temer, disse que o instituto da delação premiada “tem seus problemas” e afirmou que o PMDB, cujos integrantes são apontados por Costa como beneficiários de propina, “não tem nada a ver com isso”. Até agora os três não estão entre os citados pelo ex-diretor da Petrobras, mas as revelações afetaram diretamente as campanhas do PT e do PSB ao Palácio do Planalto.

Polícia Civil do estado diz que número atual de delegados é insuficiente

sábado, 6 de setembro de 2014

A Polícia Civil de Pernambuco está comemorando a decisão do governo do estado de anunciar a realização de um novo concurso para delegados em Pernambuco. O certame vem sendo esperado pela categoria desde 2012.

Segundo a Polícia Civil, o quantitativo de profissionais hoje é de 429 para atender a 321  delegacias instaladas nos 184 municípios e o arquipélago de Fernando de Noronha dentre as delegacias circunscricionais, departamentos e Central de Plantão, inteligência, corregedoria, Coordenação de Operações e Recursos Especiais, além das equipes da Força-Tarefa de Homicídios, que atuam com 25 Delegacias de Homicídios em regime de 24 horas cujos delegados  trabalham em regime de 24/72 horas.

Em nota, a PCPE afirma que a “deficiência de profissionais é verificada no momento em que equipes de plantão, que são suportadas por delegados que atuam em regime extraordinário (PJES), cumulam mais de uma delegacia, interferindo assim na vida pessoal e profissional dos delegados. O reflexo da deficiência  dos delegados vem sendo refletida com a nova Lei de Aposentadoria.”

Atualmente, 60 delegados estão em atividades meio como: nos setores Recursos Humanos, Inteligência, Corregedoria,  Administração, Ciods, IITB, Capacitação, dentre outros, cuja atuação é imprescindível a atuação do delegado de polícia.

Desfile dos Vaqueiros previsto para ser realizado neste domingo (7), foram adiados para o próximo dia 14 de setembro.


Mudas de pau-brasil são distribuídas na Semana da Pátria

Na programação da Semana da Pátria, nesta quinta-feira (14), o hasteamento das bandeiras no Palácio Municipal Monsenhor Luiz Ferreira, ficou sob a responsabilidade do Colégio Marista Pio XII e das secretarias de Transportes, Saneamento e Urbanismo e de Finanças.


Na ocasião, aconteceu a distribuição de 100 mudas de pau-brasil. Junto com a planta, os moradores receberam um folheto explicativo contendo informações sobre características, cultivo e cuidados com a árvore. Cada um dos beneficiados também assinou um termo de compromisso, indicando inclusive o local onde a muda será plantada.

A iniciativa faz parte do Projeto Adote uma Árvore, criado pela Secretaria de Transportes, Saneamento e Urbanismo.

“Ficamos felizes em ter a parceria dos surubinenses em nossas ações. Queremos agradecer a todos os que aderiram ao projeto. Uma cidade arborizada é uma cidade com melhor qualidade de vida”, disse o secretário Tony Araújo, durante a solenidade.

O evento contou ainda com a apresentação da Banda Marcial Irmão Moreira de Freitas do Colégio Marista Pio XII. O prefeito Túlio Vieira participou da cerimônia ao lado do diretor do Colégio Marista Pio XII, Gérson Lima.

Os secretários municipais Bernadete Cristovam (Finanças), Eva Pessoa (Orçamento Participativo), Daves Nascimento (Turismo e Cultura), Givanildo Oliveira (Educação) e Cilene Farias (Controle Interno), também estiveram presentes.  

Nas simulações de 2º turno, Marina venceria Dilma por 46% a 39%. Em outro cenário, Dilma bateria Aécio por 47% a 34%.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (03) uma nova pesquisa para a corrida presidencial. No levantamento, Dilma Rousseff (PT) recuperou 3 pontos percentuais e foi a 37%. Marina Silva (PSB) subiu 4, ficando com 33%. Aécio Neves (PSDB) marca 15%, com queda de 4 pontos. 

Pela margem de erro da pesquisa, a presidente e a candidata do PSB estão empatadas no limite da margem de erro. No levantamento anterior do Ibope, divulgado em 26 de agosto,  Dilma marcava 34%, Marina, 29%, e Aécio, 19%. 

Nas simulações de segundo turno, Marina venceria Dilma por 46% a 39%. Em outro cenário, Dilma bateria Aécio por 47% a 34%.  

Dilma falta a entrevista e Globo exibe perguntas

Com globofobia desde que foi imprensada no Jornal Nacional, Dilma Rousseff refugou convite para participar de uma nova série de entrevistas com presidenciáveis, dessa vez no Jornal da Globo. Sorteio feito com a participação de representante da campanha de Dilma definira que ela seria a segunda entrevistada —depois de Marina Silva, já ouvida na segunda-feira, e antes de Aécio Neves, que deve ir ao ar na noite desta quarta.
Em reação à ausência de Dilma, os apresentadores William Waack e Christiane Pelajo leram “algumas das perguntas que seriam feitas a ela.” Antes, realçaram que foi a primeira vez que um candidato à Presidência se recusou a conceder a entrevista desde que a série começou a ser realizada, na sucessão de 2002. Se Dilma ainda fosse a favorita, sua ausência seria apenas um erro. Com Marina Silva no seu encalço, foi burrice.
Últimas Postagens

Facebook

Visualizações de página