Sport sofre virada do Atlético Mineiro

domingo, 14 de outubro de 2012


O Leão voltou com Reinaldo na vaga de Renê na tentativa de fechar o buraco do primeiro tempo. Mas o Atlético voltou bem melhor e passou a pressionar pelos dois lados. Nos primeiros dez minutos, o Galo chegou com muito perigo em três lances. Num deles, Bernard cruzou na cabeça de Jô, que testou por cima do travessão.

Aos 13, o Sport teve a grande chance de ampliar o placar e brecar o crescimento do Atlético. Em um contra-ataque, Gilsinho entrou livre na cara de Giovanni, mas chutou em cima do goleiro mineiro. Cinco minutos depois, Giovanni trabalhou de novo num belo chute de Cicinho, espalmado para escanteio.

Quando o Leão equilibrou o jogo e reduziu o ímpeto do rival, saiu o empate. Aos 30, Ronaldinho colocou a bola na cabeça de Leonardo (havia entrado na vaga de Jô). A finalização, no entanto, foi em cima de Magrão, que falhou e viu a bola morrer na sua rede: 1×1. Logo depois, Hugo recebeu o segundo amarelo e, em seguida, o vermelho.

Com o empate, Sérgio Guedes fez duas alterações: Renato na vaga de Cicinho (contundido) e Willians, na de Rithely. Era a tentativa de dar mais velocidade nos contra-ataques. Especialmente porque o Atlético ia com tudo em busca da virada. Aos 36, Ronaldinho Gaúcho carimbou o travessão em cobrança de falta.

Em outro erro defensivo do Leão, o Galo fez o segundo. Diego Ivo foi batido fácil por Bernard, que foi à linha de fundo e cruzou voltando para a chegada de Leonardo empurrar para o gol rubro-negro: 2×1.

Já nos descontos, quem falhou feio foi o árbitro. Além de passar a partida inteira aplicando corretamente os cartões apenas para os jogadores do Sport, deixou de marcar um pênalti após um cruzamento feito por Diego Ivo ser bloqueado pelo braço de Júnior César.
Fonte:Blog de Primeira
Últimas Postagens

Facebook

Arquivo do blog

Visualizações de página