Leão leva a melhor

domingo, 23 de setembro de 2012


O Leão começou o jogo com apetite. Trabalhando bem a bola na saída de jogo, o time de Valdemar dava um ritmo veloz à partida e explorava os lados de campo com uma boa participação dos seus laterais.Aos seis minutos, Cicinho cruzou na área e Renê pegou a sobra para bater. O desvio em Escudeiro quase enganou Vanderlei. Mas a bola foi para escanteio. Dois minutos depois, Felipe Azevedo enfiou para Moacir. O goleiro do Coxa saiu nos pés do volante rubro-negro e evitou o primeiro gol da partida.Somente aos 12 minutos é que o Coritiba deu o ar da sua graça no ataque. Robinho arriscou da intermediária e Saulo espalmou para o lado.

A partir deste lance, os paranaenses começaram a sair mais para o campo do Sport. Aos 18, conseguiram encaixar o primeiro contra-ataque. Mas Lincoln lançou mal e Robinho, que sairia na cara de Saulo, não conseguiu alcançar.O Coxa começava a tirar proveito do principal pecado do time do Sport: os erros de passes ofensivos. Se o Leão era veloz e conseguia encontrar espaços para avançar no campo inimigo, faltava qualidade na troca de bola entre os atacantes.

E numa bola perdida por Gilsinho (que abusou do direito de perder a bola), o Coritiba engatou outro contra-ataque e Diego Ivo precisou agarrar Marcel para evitar que o atacante entrasse livre na área do Leão. Foi o primeiro amarelo do jogo.Aos 42, novamente pela meia direita do seu ataque, os paranaenses chegaram com perigo. Sorte do Sport que o Ayrton, que recebeu livre dentro da área, chutou mal e Bruno Aguiar evitou o gol.O primeiro tempo terminou com o Sport sofrendo pressão. No último minuto, inclusive, o Coxa teve uma falta na entrada da área. Mas a bola passou por cima do travessão.

2º tempo
O Sport voltou para o segundo tempo sem alterações. Mas com dois minutos de bola rolando, Hugo reclamou de dores lombares e Gilberto entrou em seu lugar. O Leão passava a jogar com três atacantes e nenhum meia de origem.Quatro minutos depois que entrou em campo, o ex-atacante do Santa recebeu na intermediária e soltou uma bomba. Vanderlei espalmou para escanteio. Na cobrança, a bola encontrou a cabeça de Bruno Aguiar, que testou à queima roupa e o goleiro do Coritiba salvou outra.

O Leão ficou mais objetivo com Gilberto em campo. O atacante voltava para buscar o jogo na intermediária e a sua movimentação abria espaços na defesa adversária. Foi assim aos 14 minutos. O camisa 9 desceu em velocidade e enfiou a bola para Rithely, que deixou passar para Felipe Azevedo. O chute foi fraco e Vanderlei espalmou outra para escanteio.O goleiro do Coxa fez um milagre aos 28. Após cruzamento de Renê, Gilberto cabeceou para baixo e o camisa 1 paranaense salvou mais uma.

Só aos 37 minutos é que o Coritiba levou perigo ao gol de Saulo. Em grande jogada pela esquerda, Eltinho deixou Lincoln frente a frente com o goleiro do Sport, que fez uma defesa no melhor estilo do titular Magrão.Parou aí a chance de gol do Coxa, que já se dava por satisfeito com o empate e se limitou a marcar na sua intermediária. E o jogo caminhava para o 0×0 até aos 47 minutos, quando Felipe Azevedo foi derrubado dentro da área por Robinho. Pênalti que Gilberto bateu forte, no meio do gol, e estufou a rede do Coritiba.
Fonte:Folha de PE
Últimas Postagens

Facebook

Arquivo do blog

Visualizações de página