Petrolão é desafio para 'amarga' campanha de Dilma

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, delator de um esquema de corrupção na empresa, é tema central de uma reportagem de página inteira na edição desta segunda-feira do principal jornal dos Estados Unidos, o The New York Times. As denúncias do esquema de proporções "épicas" estão contribuindo para aumentar a incerteza na reta final da corrida presidencial, destaca o texto

Irmã de Lula pede que os brasileiros votem em Aécio e gera polêmica; assista ao vídeo

Lindinalva Silva, meia-irmã do ex-presidente Lula, gerou polêmica nas redes sociais ao pedir que as pessoas votem em Aécio Neves, candidato da oposição ao governo petista, e não em Dilma Rousseff, sucessora de seu próprio irmão. Assista:

Datafolha votos válidos: Dilma tem 52%; Aécio 48%

O Datafolha divulgou novos números da corrida presidencial. Nos votos válidos a presidente Dilma Rousseff (PT) aparece pela primeira vez na frente numericamente com 52% contra 48% do candidato Aécio Neves (PSDB). Como a margem de erro é de dois pontos percentuais, os dois estão empatados tecnicamente. No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, o tucano tinha 51% e a petista, 49%.

O levantamento aponta ainda que, se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos indecisos, os votos totais apontam que Dilma tem 46% e Aécio 43%. Brancos e nulos e nenhum somam 5% e não sabem, 6%. A amostra anterior do DataFolha, o tucano tinha 45% e a petista 43%.

O candidato Aécio Neves aparece pela primeira vez com uma rejeição maior que Dilma. Segundo o Datafolha, 40% dos entrevistados não votariam de jeito nenhum no tucano, já outros 39% disseram que não escolheriam a petista.

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores nesta segunda-feira (20). A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

'Simplesmente Capiba' expõe quadros aos 110 anos do nascimento do artista

Lourenço Fonseca Barbosa nasceu em Surubim, no Agreste. A família se mudou quando tinha 3 anos de idade e, aos 90, ele faleceu na capital pernambucana. Em vida, ficou conhecido como "Capiba", o instrumentista e compositor de mais de cem frevos, além de valsas, sambas e maracatus. Todavia, a terra natal o não esqueceu e recebe, a partir desta segunda-feira (20), telas pintadas por ele, além de fotografias e vídeos com depoimentos cedidos por familiares e amigos.
Chamada de "Simplesmente Capiba", a exposição segue até o dia 12 de novembro com o objetivo de marcar os 110 anos do multiartista, nascido em 28 de outubro. O evento é gratuito e está ambientado na unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc), localizada na Rua Frei Ibiapina, sem número, Bairro São José. A visitação ocorre das 8h às 20h30, segundo a assessoria de imprensa da instituição.

Fonte :G1

Marcelo Rossi: “Não votem em religiosos”

Um dos padres mais conhecidos da Igreja Católica do País, Marcelo Rossi, afirmou que é contra a eleição de um religioso para um cargo público. Segundo ele, religião e política não podem andar juntas. A entrevista foi concedida no Portal Terra, que foi divulgada nesta segunda-feira (20).

“Ou você é um líder religioso, ou você é um líder político. Pode colocar minhas palavras: “Nunca vote em nenhuma pessoa religiosa”. A Igreja Católica viveu isso, a união de Estado, política e religião. Foi a pior fase. Pode ver que a Igreja Católica é a única que não tem candidato. Ela pode até dizer que gosta, mas nunca indica”, frisou o religioso.

Rossi também afirmou que tem medo dos “fanáticos religiosos”. “Fuja dessas pessoas, que são as mais perigosas e as que se corrompem mais facilmente”, argumentou.

Aécio e Dilma: cara a cara pela terceira vez

Na noite deste domingo, os brasileiros terão mais uma oportunidade de comparar as propostas dos candidatos à Presidência, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), que disputa a reeleição. A partir das 21h15 (horário de Pernambuco), a TV Clube/Record transmite o terceiro debate entre os presidenciáveis neste segundo turno. O formato do programa foi planejado de forma que os dois tenham o maior tempo possível para expor suas ideias.
O formato do programa terá quatro blocos, todos com confronto direto. Não haverá sorteio de perguntas ou perguntas realizadas por jornalistas. Ao todo, cada candidato fará sete perguntas para o adversário, sendo quatro no primeiro bloco, dois no segundo e uma no terceiro. O quarto bloco será reservado para as considerações finais de cada um.

Os postulantes terão 45 segundos para fazer os questionamentos. A resposta deve ser dada em até dois minutos. O tempo máximo para a réplica e a tréplica será de um minuto. Já nas considerações finais, Dilma e Aécio terão dois minutos para passarem suas mensagens aos eleitores. No estúdio, estarão presentes, além dos candidatos, os jornalistas da TV Clube/Record, Adriana Araújo e Celso Freitas, que mediarão o confronto. Cada equipe de campanha poderá levar 40 representantes.

Diante de um cenário eleitoral apertado, com Aécio numericamente à frente de Dilma, mas tecnicamente empatados segundo as últimas pesquisas divulgadas, os debates são oportunidades para os adversários conquistarem os eleitores que ainda estão indecisos. De acordo com o cientista político da Universidade de Brasília (UNB), Leonardo Barreto, o eleitorado que pode mudar de voto pode ser muito maior que os levantamentos apresentam.(Do Correio Braziliense)
 
Surubim Notícia © 2011 | Desenvolvido Por Tiba Da Divulgamix | Contato (81)9646-4524