Entrevista de Marina silva no jornal nacional

Na quarta-feira (27), a entrevista de Marina Silva no ‘Jornal Nacional’ já começou diferente devido ao visual da candidata do PSB. Um novo penteado — com mais volume no alto da cabeça — deixou a ex-senadora menos formal.

A roupa escolhida seguiu seu tradicional estilo étnico: blusa branca de confecção artesanal com detalhes de estampa africana. Já a maquiagem estava mais forte, encobrindo as olheiras e deixando a ex-senadora com aspecto rejuvenescido.

Mas quem esperava pela ‘Marininha paz e amor’ foi surpreendido por uma Marina combativa. Com um verniz de delicadeza e um sarcasmo disfarçado, a candidata do PSB tentou desconcertar Patrícia Poeta em um momento da conversa.

Após seis minutos monopolizados por William Bonner, que insistiu em ter esclarecimentos sobre a ilegalidade do avião usado na campanha, a apresentadora questionou por que o eleitorado do Acre, estado natal de Marina, a deixou em terceiro lugar na eleição presidencial de 2010.

Insatisfeita com a resposta, Patrícia Poeta cutucou: “Não seria como se os acrianos estivessem dizendo uma variação daquele velho ditado ‘quem não a conhece que vote na senhora’?”

Seguiu-se um toma lá dá cá entre a jornalista e a candidata:

Marina: — Talvez você não conheça bem a minha trajetória.

Poeta, com um riso de incômodo: — Conheço, conheço, conheço, candidata. Nós estudamos bastante antes de fazer essa entrevista.

Marina: — Mas eu faço questão de dizer porque eu acho que você tem um certo desconhecimento do que significa ser senadora vindo da situação que eu vim.

Trocando em miúdos, a presidenciável insinuou não apenas uma, mas duas vezes, que Patrícia Poeta não estaria suficientemente informada para confrontá-la em relação ao seu histórico político e aos meandros do estado do Acre. Para usar um termo feminino, foi uma saia justa na bancada do ‘JN’.

Poeta estava no papel que lhe cabe: questionar, confrontar, recusar respostas evasivas. A pergunta sobre a desaprovação de Marina no Acre foi baseada em estatísticas eleitorais. Em nenhum momento pareceu haver a intenção de menosprezar a candidata.

Em outro momento, quando Bonner disse não estar claro como Marina lida com as diferenças de pensamento entre ela e seu vice na chapa, Beto Albuquerque, a candidata deu um chega pra lá: “Não está claro pra você, mas eu vou deixar claro para o telespectador. Mais uma vez eu insisto: você está apenas com um lado da moeda”.

Com aquela voz calma e pausada, Marina Silva foi a presidenciável que mais contestou as perguntas feitas por Bonner e Patrícia Poeta na série com os principais candidatos. Mais até do que a presidente Dilma.

‘Marininha paz e amor’ é coisa do passado.

Assista no Link toda a entrevista : http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-nacional/v/marina-silva-e-entrevistada-no-jornal-nacional/3591785/

Mulher é presa com um quilo de crack dentro de táxi em Surubim

Uma mulher de 21 anos foi presa nesta terça-feira (26) por tráfico de drogas em Surubim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, com a suspeita foram apreendidos um quilo de crack e um de cocaína. A prisão foi uma ação conjunta das Diretorias de Polícia Especializada,  do Interior I da 3ª Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc).
De acordo com a polícia, que não divulgou onde a droga seria entregue, a mulher veio de Campinas (SP). Ela foi autuada em flagrante e levada para a Colônia Penal Feminina Bom Pastor, no Recife.
Segundo o delegado Sérgio Ricardo, da Denarc, com a quantidade de crack apreendida seria possível produzir aproximadamente 1.400 pedras menores.
Fonte :G1

Barragem de Jucazinho, oque fazer se a estiagem continuar ?



A barragem de Jucazinho,uma das maiores reservas de água do estado de Pernambuco, passa mais uma vez por grandes dificuldades devido ao período de estiagem ocorrido no estado. Em Surubim, no agreste do estado, fica uma das principais barragens   que é responsável por abastecer 16  municípios, que inclui Caruaru, a estiagem baixou muito o nível das águas,o reservatório está com 25% da capacidade, de acordo com a companhia que abastece o estado. Aos poucos, o cenário começa a mudar no agreste pernambucano com vastos desastres tanto na agricultura como na pecuária.


Segundo especialistas é preocupante a situação que se encontra Jucazinho,muitos rios que se formam com a sangria da barragem secaram ,um exemplo claro e a Malhadinha que fica localizada entre Surubim e Cumaru que se tornou polo atrativo para banhistas,onde agora resta apenas a lembrança de vastas águas.





No primeiro debate entre presidenciáveis, Marina Silva parte para o ataque e é bem avaliada pelos internautas

Longe da imagem pacifista e apaziguadora que mantinha na campanha de 2010, a presidenciável Marina Silva (PSB) decidiu confrontar seus adversários diretamente. Tanto ao se dirigir a outros candidatos como ao responder perguntas, Marina não poupou palavras duras para desqualificar o discurso de seus rivais no debate do Grupo Bandeirantes, em São Paulo.

Ao ser questionada pelo candidato Levy Fidelix (PRTB) se governará a favor do agronegócio, por manter relações próximas com o empresário Guilherme Leal, candidato a vice em sua chapa no pleito de 2010, e com Neca Setúbal, Marina criticou a visão de mundo de seu rival. “Não tenho preconceito contra a condição social de nenhuma pessoa. Quero combater essa visão de apartar o Brasil, de que temos que combater as elites. O Guilherme faz parte da elite, mas os ianomâmis também. A Neca é parte da elite, mas o Chico Mendes também é parte da elite”, disse. “Essa visão tacanha de ter combater a elite deve ser combatida. Eu quero governar unindo o Brasil, e não apartando o Brasil. Pessoas honestas e competentes temos em todos os lugares.”

Anteriormente, ao se dirigir à presidenta Dilma Rousseff, Marina observou que a série de pactos para atender às demandas da população que saiu às ruas em junho deu errado e perguntou o porquê. Dilma rebatou, lembrando que apenas o projeto de reforma política não foi aprovado no Congresso. “O primeiro pacto foi pela educação, por esse pacto nos comprometemos a aprovar no Congresso uma lei que destinava 75% dos royalties e do fundo social do pré-sal pra educação, nós aprovamos essa lei, que é a base para um grande programa para o Ensino Básico. Nós também dissemos que íamos fazer o Mais Médicos, que hoje é uma realidade. Fizemos o compromisso com a estabilidade econômica, e cumprimos: a inflação está sistematicamente sendo reduzida”, disse ao ressaltar que o governo está investindo 143 bilhões de reais em transporte público.

Marina criticou o modo como Dilma descrevia a realidade brasileira e disse: “Esse Brasil colorido e cinematográfico de que a presidenta fala não existe. Há descrença na política. Não existe mudança política, que virou troca de ministros e de tempo de televisão. Nós vivemos uma situação de penúria na saúde e na educação."

Marina criticou ainda o estilo de governar de Dilma, dizendo que o Brasil não precisa de um “gerente”. “O presidente Lula não é um gerente, teve uma visão estratégica de que deveria reduzir a pobreza. O presidente Fernando Henrique não é um gerente. Viu que era preciso a estabilidade econômica”, afirmou. “Um dos graves problemas da gerência é ver o Estado refém, um toma-la-dá-cá de favores”.

Frei Miguelinho -- PE: homem é encontrado morto após sair de casa

O corpo de Everaldo Ambrósio dos Santos, de 44 anos de idade, que reside no Sítio Pororoca zona rural de Frei Miguelinho, foi encontrado sem vida durante a tarde de ontem (segunda-feira).
 Segundo informações dos familiares, ele (vítima) tinha problemas com alcoolismo e comentava que alguém estava seguindo e querendo mata-lo, só que os parentes acreditavam se tratar de alucinações.
 A última vez que a vítima foi vista com vida, foi por volta das 09h00min do mesmo dia em que o corpo foi encontrado.
 A Polícia Militar esteve no local e acionou a Polícia Civil que realizou o levantamento cadavérico, constatando que o corpo apresentava uma perfuração caudada por arma branca na região da clavícula. Uma faca peixeira foi encontrada debaixo do corpo.
 A Polícia preferiu não adiantar se o caso tenha sido um homicídio ou um suicídio. O corpo foi encaminhado para o IML da cidade de Caruaru.
Do: Blog Agreste Notícia
Fonte: Agreste Notícias

Paulo Câmara cresce 18 pontos e Armando cai 5: 38% a 29%…

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Armando Monteiro (PTB) com 38% das intenções de voto para o governo de Pernambuco, seguido de Paulo Câmara (PSB), com 29%. Os candidatos Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB), Pantaleão (PCO) e Zé Gomes (PSOL) aparecem com 1% cada.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em julho, Armando Monteiro aparecia com 43% e Paulo Câmara, com 11%.

Encomendada pela TV Globo, a pesquisa é a segunda do Ibope após o registro das candidaturas.

Confira abaixo os números do Ibope para a pesquisa estimulada, em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado:

Armando Monteiro (PTB): 38%
Paulo Câmara (PSB): 29%
Jair Pedro (PSTU): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
Zé Gomes (PSOL): 1%
Brancos e nulos: 13%
Indecisos: 16 %

Rejeição
O Ibope também pesquisou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Confira abaixo:

Zé Gomes (PSOL): 33%
Pantaleão (PCO): 32%
Jair Pedro (PSTU): 24%
Miguel Anacleto (PCB): 23%
Paulo Câmara (PSB): 19%
Armando Monteiro (PTB): 17%
Poderia votar em todos: 12%
Não sabe ou não respondeu: 27%

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Foram entrevistados 1.512 eleitores em 69 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) sob o número 00019/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR00424/2014. 

(G1-PE)
 
Surubim Notícia © 2011 | Desenvolvido Por Tiba Da Divulgamix | Contato (81)9646-4524