Segundo a revista Veja Lula e Dilma 'sabiam de tudo',

Brasília – A edição da revista Veja, que chega às bancas hoje, traz mais revelações sobre as investigações em Curitiba da Operação Lava a Jato, que apura os casos de corrupção na Petrobras. Em depoimento prestado na terça-feira, o doleiro Alberto Youssef disse à Polícia Federal que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a


presidente Dilma Rousseff (PT) sabiam do suposto esquema de corrupção na estatal. Segundo a revista, ao ser perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo: “O Planalto sabia de tudo.” “Mas quem no Planalto?”, perguntou o delegado. “Lula e Dilma”, respondeu o doleiro.

Saiba mais...
 Lula diz que se depender dele não concorrerá à Presidência em 2018
 Dilma critica confronto físico entre militantes
 'Eu não leio a Veja', diz Lula durante ato em São Paulo
 Padilha diz que denúncia da 'Veja' é absurda
 Temer:não acredito que denúncia de revista tenha impacto
 Jaques Wagner diz que denúncia da Veja é inconsistente
 Presidenciáveis participam hoje de último debate
 Ex-ministro classifica acusação ex-diretor da Petrobras de 'mentirosa'
 Ex-diretor da Petrobras diz que pagou R$ 20 mi a caixa 2 de Eduardo Campos
 Jornal argentino define tucano como preferido
 Cade investiga cartel na Petrobras
 "A eleição é cabeça a cabeça", diz o senador eleito Antonio Anastasia
 Aécio diz que campanha em segundo turno teve "nível mais baixo"
 De acordo com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, políticos do PT, PMDB e PP recebiam propina de construtoras em contratos superfaturados. Até o fechamento desta edição, a campanha petista não havia se pronunciado sobre o assunto.

A divulgaçãonessa quinta-feira do trecho do depoimento do doleiro movimentou as redes sociais. O presidente do PPS, Roberto Freire, postou, no Twitter, que Youssef “confirma o que todo brasileiro sabia ou desconfiava”. Já o deputado Rubens Bueno (PR), líder do PPS, afirma que tinha conhecimento da extensão da corrupção. “Na verdade, eu sempre disse que tinha uma quadrilha instalada. A gente tinha de chegar ao chefe da quadrilha. Não tenho dúvida de que vai ter impacto nas eleições e no mundo jurídico e político. Se aconteceu, cabe uma série de providências junto a tribunais do país. Temos que analisar com calma e equilíbrio, porque ninguém pode manter um aparelho de estado desse tamanho, impunemente”, disse Bueno.

O líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), disse que é “impensável para qualquer brasileiro imaginar que a presidente Dilma não soubesse de nada do que estava acontecendo na Petrobras como ela vinha afirmando”. “É uma denúncia gravíssima e que abala as estruturas da República”, completou.

“Não vai ser desta vez que vão enganar o povo brasileiro com denúncias sem provas”, publicou a Coordenação de Redes Sociais do PT, em sua conta no Twitter.

Oportunidade de emprego em Surubim, vaga em aberto na empresa Forte Gás

Em Surubim, a empresa Forte Gás está com oportunidade de emprego, a qual está recebendo Currículos para preencher a vaga de Vendedor / Entregador de gás.
Em contato com o Blog Negócios & Informes, a proprietária da Forte Gás, Kataryna Freire, informou que para preencher a vaga, se faz necessário ser do sexo masculino e possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os interessados devem deixar o currículo na sede da Forte Gás, que fica localizada na Av. Senador Paulo Pessoa Guerra, Nº. 49, Santo Antônio, (em frente a Rodoviária) Surubim-PE.

Fonte :http://www.negocioseinformes.com/

VEJA responde à presidente Dilma Rousseff no horário eleitoral:

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, ocupou parte de seu horário eleitoral para criticar VEJA, em especial a reportagem de capa desta semana. Em respeito aos nossos leitores, VEJA considera essencial fazer as seguintes correções e considerações:

1) Antecipar a publicação da revista às vésperas de eleições presidenciais não é exceção. Em quatro das últimas cinco eleições presidenciais, VEJA circulou antecipadamente, no primeiro turno ou no segundo.

2) Os fatos narrados na reportagem de capa desta semana ocorreram na terça-feira. Nossa apuração sobre eles começou na própria terça-feira, mas só atingiu o grau de certeza e a clareza necessária para publicação na tarde de quinta-feira passada.

3) A presidente centrou suas críticas no mensageiro, quando, na verdade, o cerne do problema foi produzido pelos fatos degradantes ocorridos na Petrobras nesse governo e no de seu antecessor.

4) Os fatos são teimosos e não escolhem a hora de acontecer. Eles seriam os mesmos se VEJA os tivesse publicado antes ou depois das eleições.

5) Parece evidente que o corolário de ver nos fatos narrados por VEJA um efeito eleitoral por terem vindo a público antes das eleições é reconhecer que temeridade mesmo seria tê-los escondido até o fechamento das urnas.

6) VEJA reconhece que a presidente Dilma é, como ela disse, “uma defensora intransigente da liberdade de imprensa” e espera que essa sua qualidade de estadista não seja abalada quando aquela liberdade permite a revelação de  fatos que lhe possam ser pessoal ou eleitoralmente prejudiciais.

Homem é assassinado às margens da PE-160 em Taquaritinga do Norte

Um homem de 33 anos foi assassinado com um tiro na madrugada desta sexta-feira (24) no distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, testemunhas informaram que a vítima estava às margens da PE-160, provavelmente esperando um veículo de transporte alternativo, quando duas pessoas teriam se aproximado em uma moto e uma delas efetuou o disparo.
Ainda segundo a polícia, o homem morreu no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, também no Agreste. O caso está sendo investigado. Ninguém foi preso até o momento.
Fonte :G1

Penúltima pesquisa aponta : Aécio tem 54,6%; Dilma, 45,4%

Pesquisa IstoÉ Sensus divulgada nesta sexta-feira mostra o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, nove pontos à frente da adversária Dilma Rousseff (PT). O tucano aparece com 54,6% das intenções de votos válidos, contra 45,4% de Dilma. A pesquisa também mostra que, a dois dias da eleição, 11,9% do eleitorado ainda não sabe em quem votar. Se for considerado o número total de votos, a pesquisa indica que Aécio tem 48,1% e Dilma, 40%.

O instituto Sensus mediu também a rejeição dos candidatos e aponta que 44,2% dos eleitores afirmaram que não votariam de forma alguma em Dilma, enquanto 33,7% disseram o mesmo de Aécio. O Sensus entrevistou 2 mil eleitores de 136 municípios em 24 Estados entre os dias 21 e 24 de outubro. A pesquisa tem margem de erro de 2,2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-01166/2014.

(Fonte: Estadão Conteúdo)

Aluna de Surubim vence concurso e visitará o Congresso Nacional

Uma pernambucana de Surubim, está entre os aprovados do concurso nacional "Jovem Senador 2014". 
Maria Jéssica Silva de Almeida, 15 anos, é aluna de uma escola pública e conseguiu ser a única do estado a ser selecionada este ano. Ela fez uma redação de 30 linhas para explicar o que faria se fosse uma senadora.

Com o argumento utilizado, o texto de Maria Jéssica obteve a terceira colocação melhor do país. "Ao invés de criar tanta lei, criar mais lei do que já existe, eu acho que focaria mais nas que já existem e tentaria arrumar, endireitar as falhas que existem nas que nós temos", pontua. Ao todo, 27 estudantes - um de cada estado do Brasil e do Distrito Federal - foram escolhidos.

A estudante cursa o 1º ano do Ensino Médio na Escola Estadual Severino Farias. De segunda à sexta-feira, a adolescente chega às 7h na instituição de ensino e fica até as 17h. A aluna faz parte de um grupo de leitura e estuda inglês.
Ela passa bastante tempo na biblioteca, local coordenado pela professora Luciana Duarte, de Língua Portuguesa. 

A educadora foi quem incentivou a menina a participar do concurso. "Jéssica é uma aluna que participou de outro concurso, a Olímpiada de Língua Portuguesa. E ela fez um texto e eu participei de uma comissão julgadora da escola. E eu vi que ela teve potencial e percebemos que ela é uma aluna que tem habilidade com a escrita", destaca.

De 17 a 21 de novembro, os selecionados - todos estudantes da rede pública - ficarão no Senado Federal, em Brasília. Jéssica está ansiosa para viver a experiência. "Eu espero que quando eu estiver lá eu possa contribuir com o Brasil, de certa forma. Mesmo que seja uma pequena contribuição, mas eu espero dar o meu melhor quando tiver lá", diz.

Fonte :G1
 
Surubim Notícia © 2011 | Desenvolvido Por Tiba Da Divulgamix | Contato (81)9646-4524